Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

A Google dá lugar à Alphabet

  • 333

GEORGES GOBET/ AFP/ Getty Images

A empresa achou que era altura de se reposicionar. Apesar das alterações, as ações da Google são transferidas automaticamente para recém-nascida Alphabet

A Google como nós a conhecemos até agora morreu. No seu lugar surge agora a Alphabet. A empresa decidiu que era a hora de se reposicionar. Esta segunda-feira, após o encerramento dos mercados, os fundadores anunciaram as mudanças.

A Alphabet é agora a empresa-mãe, mas o nome Google não desaparece. Deixou de ser o gigante, reduziu no tamanho e no foco. Por outras palavras, a "Alphabet é sobretudo uma coleção de empresas. A maior das quais é a Google. Esta nova Google emagreceu um pouco. As empresas mais afastadas dos nossos produtos principais da internet ficam na Alphabet", explica Larry Page, co-fundador da google na página da Alphabet.

Em altura de recomeços, Larry Page e Sergey Brin, criadores da Google, recordaram o que disseram quando a empresa foi fundada: "Não é uma empresa convencional. E não temos intenção de nos tornarmos numa", repetiu Page, citado pelo "The Guardian".

A presidência da Alphabet vai ficar a cargo de Sergey Brin - outro dos fundadores da gigante Google -, enquanto Larry Page será o diretor -executivo. Já relativamente às ações, estas mantêm-se na mesma, ou seja, a forma como estavam distribuídas na Google fica igual na Alphabet.