Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Oito mortos na China devido a tufão

  • 333

REUTERS

O Soudelor está a revelar-se o tufão mais forte desde início do ano, com ventos que já rondaram os 180 e os 200 km/h

Pelo menos oito pessoas morreram e 185 ficaram feridas este domingo no leste da China, devido à passagem do tufão Soudelor, que em Taiwan já tinha causado seis vítimas. O serviço meteorológico chinês salienta, contudo, que o tufão chegou ao país com menos força.

Ventos de 100 km/h e chuvas torrenciais provocaram a queda de postes de eletricidade, árvores, inundações e deslizamentos de terra.

Cerca de 163 mil habitantes locais foram retirados das suas casas, sobretudo na província de Fujian, enquanto dois milhões de famílias ficaram sem eletricidade.

Devido às severas condições meteorológicas, centenas de voos foram cancelados e a circulação de comboios de alta velocidade também foi interrompida.

O tufão está a deslocar-se agora para as províncias vizinhas de Zhejiang e Jiangxi e poderá transformar-se em tempestade tropical, segundo a agência de notícias Xinhua, que é citada pela Reuters.

De acordo com as autoridades, o Soudelor está a revelar-se o tufão mais forte desde início do ano, com ventos máximos que rondaram os 180 e os 200 km/h.

No início de sábado, o tufão atingiu Taiwan causando pelo menos seis mortos e 400 feridos, depois de ter também provocado danos nas ilhas Saipan durante o seu caminho pelo Pacífico.