Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Condenado à prisão perpétua autor de massacre em cinema nos EUA

  • 333

O homicida nunca se mostrou arrependido durante três meses de julgamento

REUTERS

O autor do massacre num cinema de Aurora escapou da pena de morte. Decisão não foi unânime

James Holmes, o autor do massacre num cinema de Aurora, nos arredores de Denver, em 2012 - que causou 12 mortos e 70 feridos - , foi condenado à prisão perpétua.

Um júri de magistrados do Estado do Colorado, decidiu na sexta-feira poupar o homicida à pena de morte por considerá-lo inimputável. Segundo a Reuters, a decisão não foi contudo consensual, sendo que alguns elementos do júri, composto por três homens e nove mulheres, defenderam a pena capital para James Holmes.

O procurador George Brauchler foi um dos membros que se disse discordar da sentença: “Eu continuo a achar que a pena de morte era a justiça para o que este homem fez, mas o sistema decidiu de outra forma e eu honro isso e vou respeitar a decisão”, afirmou.

Durante o anúncio da sentença, James Holmes mostrou-se sereno a olhar para a frente e com as mãos nos bolsos, refere a BBC. O homicida recusou-se sempre a depor durante os três meses de julgamento.

James Holmes foi alvo de 165 acusações de assassinato e tentativa de assassinato, na sequência do ataque durante uma exibição do filme Batman - “O Cavaleiro das Trevas Renasce” no dia 20 de julho de 2012.

De acordo com a acusação, o crime foi claramente premeditado, tendo o ex-estudante de neurociências preparado durante meses o ataque. Além do porte de armas e do gás lacrimogéneo, o juiz que leu a sentença referiu que o homicida ouviu música tecno no auricular no volume máximo para “bloquear os gritos das vítimas”. O objetivo seria matar todos as pessoas que estavam presentes no cinema.

Numa próxima sessão no tribunal, será anunciado o estabelecimento onde James Holmes irá cumprir a pena.