Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Procuradores dos EUA acusam rapaz de 11 anos de matar criança de 3

  • 333

Mesmo numa cidade tão violenta como Detroit, os procuradores dizem que nunca foram confrontados com um caso semelhante. O rapaz de apenas 11 anos apoderou-se de uma arma de mão do pai e alvejou mortalmente o miúdo mais novo

Um rapaz de 11 anos foi esta quarta-feira acusado em Detroit de homicídio involuntário por ter alvejado mortalmente um menino de 3 anos com uma arma de mão que retirara do quarto do pai.

O caso ocorreu ao princípio da tarde de segunda-feira. Após ter encontrado a arma num roupeiro, o menor de 11 anos atirou-a pela janela para o jardim das traseiras, onde a recuperou depois - e levou-a para dentro de um carro estacionado. O menino de três anos entrou posteriormente para o interior da viatura, onde viria a ser alvejado na cara, acabando por falecer.

Não é claro o que terá acontecido dentro do carro antes do disparo. A criança de 11 anos disse à polícia que estava a brincar com o outro menino mais novo quando a arma disparou.

“Eu não me consigo lembrar de alguma vez termos acusado alguém tão jovem de ter tomado uma vida”, afirmou Kym Worthy, procurador do condado de Wayne há 30 anos, “mas muito infeliz e muito tragicamente, os alegados factos deste caso exigem que o façamos”.

Especialistas citados pelo jornal “Detroit Free Press” expressaram dúvidas de que uma criança de 11 anos tenha discernimento suficiente para poder ser acusado daquele tipo de crime.

Além de homicídio involuntário, a criança é ainda acusada de morte por arma apontada com intenção, mas sem malícia, e de delito com arma de fogo.

Caso seja condenado, o menor de 11 anos poderá ser sentenciado a permanecer num centro de detenção juvenil até aos 21 anos, podendo também, além disso, ser decidido que nessa idade um juiz volte a analisar o seu caso para determinar se estará reabilitado ou se terá de permanecer preso por mais tempo.

A polícia está ainda a investigar o caso para determinar se os pais da criança serão também acusados de negligência. Segundo o “Detroit News”, há relatos de que na semana passada o rapaz terá puxado de uma arma durante uma discussão.