Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Acordo com a Grécia “pode e deve” ser fechado após dia 15

  • 333

AMR ABDALLAH DALSH/ Reuters

Tsipras e Hollande encontraram-se esta quinta-feira na inauguração do novo canal do Suez, no Egito, e o acordo dos credores com Atenas veio à baila

O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, e o Presidente de França, François Hollande, disseram esta quinta-feira que o acordo de Atenas com os credores internacionais “pode e deve” ficar fechado após dia 15 de agosto.

“Os dois líderes acordaram que as negociações podem e devem ser concluídas após 15 de agosto”, revelou em nota o gabinete de Alexis Tsipras. Atenas terá mesmo que fechar o acordo uma vez que precisa de amortizar 3,2 mil milhões de euros ao Banco Central Europeu (BCE) até 20 de agosto.

Os dois políticos encontraram-se esta quinta-feira no Egito e estiveram reunidos à margem da inauguração do novo canal do Suez, cerimónia que contou com a presença de vários chefes de Estado.

A bolsa de Atenas encerrou esta quinta-feira em alta, o que acontece pela primeira vez desde a reabertura, na passada segunda-feira, e registou ganhos de 3,65%, com o setor bancário a recuperar.

Os bancos, que nas três sessões anteriores acumularam perdas superiores a 60%, registaram hoje ganhos de 17,78%.

A bolsa de Atenas retomou as suas operações na segunda-feira, após cinco semanas de encerramento devido ao controlo de capitais. No dia da reabertura, a bolsa registou uma queda histórica de 16,23%.

O Governo grego e representantes dos credores da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu e do Fundo Monetário Internacional estão a negociar desde a semana passada os contornos de um novo programa de assistência financeira ao país e as condições impostas à Grécia.