Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Descarrilamento na Índia faz pelo menos 20 mortos

  • 333

HANDOUT

Ministro indiano dos Caminhos de Ferro anunciou esta quarta-feira que os familiares das vítimas (mortos e feridos) do descarrilamento de dois comboios de alta velocidade vão ser indemnizados

Os familiares das vítimas mortais do trágico acidente que se se verificou na Índia esta terça-feira vão ser indemnizados. Feridos graves e ligeiros também serão recompensados.

Segundo o ministro dos Caminhos de Ferro, Manoj Sinha, as indemnizações serão distribuídas da seguinte forma: 2284 euros para os familiares das vitimas que faleceram no acidente; 720 euros para os feridos graves; e 360 euros para os feridos ligeiros.

Número de mortos incerto

Apesar de alguns jornais internacionais apontarem para números bem superiores (como o britânico “The Independent” que noticia a existência de 31 mortos, ou a televisão Al-Jazeera que confirma pelo menos 27), os números oficiais revelados durante a manhã desta quarta-feira pelo Governo indiano apenas referem 20 mortos e cerca de 100 feridos.

Segundo um porta-voz do ministro dos Caminhos de Ferro, “neste momento as operações de busca e salvamento estão quase terminadas. Apenas uma pequena equipa procura pessoas que possam ter ficado presas”.

Não se sabe ainda, ao certo, quantos passageiros estariam no inteior dos dois comboios, no momento do acidente.

“Estado precário do sistema ferroviário

O acidente contribuiu para o reacender das críticas sobre a falta de segurança naquela que é a quarta maior rede ferroviária do mundo. Um ex-ministro das Ferrovias afirmou que se as linhas tivessem sido renovadas e com a manutenção feita, o acidente poderia ter sido evitado: "É totalmente inaceitável. É um sinal do estado precário do sistema ferroviário".

O primeiro ministro indiano, Narendra Modi, usou o Twitter para expressar o seu pesar para com os familares: "Os dois acidentes ferroviários são incrivelmente angustiantes. Uma dor profunda pelas vidas perdidas".

Esta não é uma tragédia nova na Índia. Só no ano passado, 25 mil pessoas morreram em acidentes ferroviários, sendo a causa mais comum o excesso de peso nos comboios.

Neste caso, o descarrilamento foi causado por uma súbida das águas do Rio Machuca até pouco abaixo da ponte onde a tragédia aconteceu, o que contribuiu para o descarrilamento dos comboios.