Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Marcas alemãs vencem corrida pelos mapas da Nokia

  • 333

O setor de mapas da Nokia era considerado uma das empresa mais apetecíveis a nível estratégico no mundo dos mapas digitais

Dado Ruvic

Para acabar com a dependência da Google, a BMW, Audi e Mercedes pagaram cerca de € 2800 milhões pela Nokia Maps- HERE, a divisão da empresa finlandesa responsável por mapas e serviços de georeferenciação. Fora da corrida ficaram o Facebook, a Uber e empresas chinesas

Foi uma luta renhida entre construtores de automóveis, empresas chinesas e norte-americanas , mas no fim foi o consórcio formado pelos construtores automóveis alemães BMW, Audi e Mercedes que venceu ao comprar a HERE por cerca de € 2800 milhões de euros. A Uber, empresa de táxis que actua pela internet, chegou mesmo a fazer uma oferta no valor de 3000 milhões.

Herdeira da Naveteq, empresa norte-americana comprada pela finlandesa Nokia, a divisão de mapas e serviços de georeferenciação é considederada de grande importância estratégica para o desenvolvimento de sistemas de condução automática.

O negócio veio dar uma vantagem estratégica aos fabricantes automóveis num mercado cada vez mais competitivo. O acesso a novas funcionalidades exclusivas e a novo software permitirá às marcas alemãs dispor não só das tradicionais ajudas à condução, mas também localizar o veículo em caso de acidente.

O negócio entre a Nokia e o consórcio de construtores alemães deve ser finalizado durante o primeiro trimestre de 2016. “Com a compra conjunta da HERE queremos assegurar a independência deste serviço essencial para construtores de carros, distribuidores e clientes de várias indústrias”, afirmou à Reuters, Dieter Zetsche, presidente da Mercedes.

Cartografia e geolocalização a dividir por três

Este é um grande revés para a Google que tem investido nos últimos anos no seu próprio modelo automóvel e que é dona da Google Maps. A compra da Nokia Maps, pôs os fabricantes de automóveis frente a frente com a Google no mercado de automóveis conduzidos automaticamente e de mapas digitais.

A compra da HERE permite aos fabricantes alemães reduzir a sua dependência face à Google, dado que a Here concorre diretamente no mesmo segmento da Google Maps e assim não têm que partilhar informação com o gigante norte-americano da internet Mas mesmo depois destes desenvolvimentos, a luta no mercado dos mapas não será feita a dois. A empresa TomTom aliou-se recentemente à Bosch para tentar criar uma terceira alternativa para o setor automóvel.