Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

2012 migrantes resgatados no Mediterrâneo

  • 333

FETHI NASRI/ AFP/ Getty Images

A Guarda Costeira italiana resgatou ainda cinco corpos das águas do Mediterrâneo, a cerca de 55 quilómetros da costa da Líbia

Um grupo de 2012 migrantes foi resgatado no sábado e cinco cadáveres foram recuperados das águas do mar Mediterrâneo, perto da costa da Líbia, em operações de resgate coordenadas pela Guarda Costeira italiana.

1800 pessoas estavam distribuídas por sete embarcações, enquanto as restastes 212 faziam a travessia num barco de borracha. Os migrantes foram resgatados a 55 quilómetros da costa da Líbia, quando navegavam rumo a Itália, informaram os meios de comunicação social locais.

Segundo números da Organização Internacional para as Migrações (OIM), mais de 150 mil migrantes chegaram à Europa através do Mediterrâneo desde o início deste ano. Durante a travessia, acabaram por morrer duas mil pessoas.

São sobretudo pessoas da Eritreia, Nigéria, Somália, Sudão e Síria que tentam atravessar aquela que é considerada, segundo as Nações Unidas, como a barreira mais mortal para migrantes e refugiados.

Estes números surgem na mesma altura em que ONU exige “uma resposta coletiva e consequente da Europa” face ao drama dos migrantes.

Entre os destinos mais frequentes conta-se a Grécia e a Itália, países que, desde janeiro, já recolheram, 77 mil e 75 mil pessoas, respetivamente.

Notícia atualizado às 15h41