Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Um dos feridos do tiroteio em Barcelona é um holandês procurado pela Interpol

  • 333

ANDREU DALMAU / EPA

Incidente aconteceu terça-feira. Autoridades espanholas acreditam que o tiroteio teve como motivo um “ajuste de contas”

O homem baleado terça-feira durante um tiroteio no centro de Barcelona é um holandês procurado pela polícia criminal internacional e encontra-se internado sob custódia policial para averiguações, divulgaram esta quinta-feira efetivos da força policial Mossos d'Esquadra.

"O homem ferido no dia 28 de julho [por volta das 15h frente ao hotel Silken Ramblas] é um holandês de 26 anos, portador de identificação falsa emitida em nome de um cidadão belga", referiu a fonte policial.

O tiroteio ocorrido na terça-feira, no qual um homem disparou sobre duas pessoas que se encontravam sentadas no hotel, fez dois feridos: um cidadão inglês que se cortou nos vidros quando tentou fugir - já teve alta e encontra-se em liberdade; o referido cidadão holandês, que, após dar entrada no Hospital Clinico de Barcelona, ficou sob custódia judicial depois de as forças policiais terem tomado conhecimento de um "mandado europeu para captura" do ferido.

O cidadão holandês fica em recuperação sob custódia até poder responder judicialmente. O mandado de captura internacional que pende sobre ele foi emitido na Holanda pela Interpol. No entanto, são ainda desconhecidos quais os motivos por que o cidadão é procurado, indicou a polícia espanhola.

As autoridades espanholas acreditam que o tiroteio teve como motivo um "ajuste de contas", tendo salientado que continuam a procurar o "homem jovem de cabelo preto" que fugiu após "os dois tiros disparados sobre o holandês".