Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Este “reality show” passa-se ao lado do Estado Islâmico

  • 333

A nova temporada do reality show tem causado controvérsia. Muitos acreditam que o programa passou os limites da razoabilidade

Youtube

Já imaginou o que seria ser levado para a Síria e viver durante três semanas numa área onde ataques dos jiadistas e a guerra civil são comuns? Um programa australiano que estreou esta quarta-feira propôs-se a fazer exatamente isso

vídeo que descreve o conceito do “reality show” (e no qual é promovida uma temporada anterior do programa)

O programaGo Back” - um título que remete para a expressão “volta para o sítio de onde vieste” - estreou na televisão australiana em 2011 pela mão da SBS e tem uma premissa simples: melhorar a relação dos australianos com os imigrantes e refugiados, convidando personalidades proeminentes da Austrália a viver durante três semanas nos países de origem dos imigrantes.

A mais recente temporada, a terceira da série e que estreou esta quarta-feira, levou os participantes até à Síria, onde o Estado Islâmico e a guerra civil são uma ameaça permanente. As poucas imagens disponíveis até agora mostram com clareza os riscos envolvidos.

Sob o barulho de tiros de morteiros, os concorrentes australianos seguem um soldado curdo, tentando evitar um confronto com militantes do autodenominado Estado Islâmico (Daesh) que se encontram a apenas um quilómetro de distância. “Mantenham as cabeças baixas, não queremos que eles saibam que estão aqui”, ordena o soldado enquanto os australianos fogem por um buraco no muro.

A cadeia SBS afirma que as imagens do vídeo são reais: “Estávamos preparados para a eventualidade de os participantes se encontrarem numa situação de conflito, pois estão numa zona de guerra. Um dos nossos convidados recusou-se a participar nesta temporada por causa disso”, disse a SBS por comunicado.

O programa surgiu para responder a um grupo cada vez maior de australianos que acusa os imigrantes e refugiados de serem uma “praga” no país e uma das grandes razões para os seus problemas.

“Go Back” tem sido aplaudido pela sua coragem e trabalho em humanizar os refugiados. Porém, muitos se perguntam se esta nova temporada não terá ultrapassado os limites da razoabilidade.

O problema da imigração na Austrália

A Austrália é um dos países que mais tem combatido a imigração ilegal, sendo este um tema controverso no país. Só em 2013, 18.000 pessoas pediram asilo.

O governo de Tony Abbot tem combatido este problema com dureza e tolerância zero, com o apoio dos setores mais conservadores da população. O tópico ainda hoje causa muitas tensões entre o partido de Tony Abbot e alguma oposição australiana.

Em junho, o governo de Abbot foi acusado de pagar a traficantes humanos para voltar atrás. Na altura, o primeiro-ministro australiano disse apenas “que faria tudo o que estivesse ao seu alcance para impedir a chegada de imigrantes ilegais à Austrália”.