Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Pelo menos cinco mortos em ataque a uma esquadra municipal na Índia

  • 333

Um grupo de homens armados entrou numa esquadra perto da fronteira com o Paquistão e matou pelo menos 5 pessoas, deixando outras 7 feridas

Um pequeno grupo de homens armados causou pânico esta segunda-feira, numa esquadra de Gurdaspur, cidade do Estado indiano de Punjab, perto da fronteira com o Paquistão. Pelo menos cinco pessoas morreram, entre as quais dois polícias e três civis, confirmaram as autoridades locais. No mínimo sete pessoas ficaram feridas.

Segundo o comissário Abhina Trikha, o ataque começou antes de os agressores se dirigirem à esquadra policial, quando estes dispararam várias vezes sobre um autocarro, tendo depois roubado um carro. Os “três a quatro agressores”, que, segundo o comissário, estavam “vestidos com uniformes do exército”, esconderam-se nos quartos da residencial da esquadra, disparando ininterruptamente da janela dos mesmos.

O pânico instalou-se rapidamente entre os civis, visto que, como confessa um repórter da agência de noticias France Presse, os tiros podiam ser ouvidos nas redondezas, a uma distância considerável. Rajvinder Singh, um porta-voz da polícia local, confessou ter visto um agente das autoridades a ser atingido à sua frente, durante o ataque. Singh afirma que o agente foi imediatamente levado para o hospital e que estaria a ser operado, encontrando-se em estado crítico.

Este não foi o único ataque do dia. Foram encontradas cinco bombas numa linha de comboio, o que leva a crer que os atentados tenham sido organizados pelo mesmo grupo, numa altura em que a Índia assinala o aniversário de uma guerra com o Paquistão, na região de Caxemira, em 1999. A região de Guardaspur tem sido afetada por estar na fronteira do conflito entre o estado de Jammu e Caxemira, enquanto Punjab tem uma longa história de rebeliões.

Recorde-se que no início deste ano a Índia acusou o Paquistão de treinar e armar militares em Punjab, Jammu e Caxemira, o que é proibido na capital, Islamabade (que faz parte historicamente da região do Punjab – região dividida entre a India e o Paquistão). A história de conflitos na Índia não é uma novidade. Nos anos 80 o país atravessou um período de forte conflito em Punjab, que culminou no assassínio da primeira-ministra de então, Indira Gandhi atraiçoada pelos seus guarda-costas.