Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Filha de Whitney Houston morre aos 22 anos

  • 333

FRED PROUSER/REUTERS

Por opção dos seus pais, a vida da jovem esteve, desde muito cedo, exposta nos mass media. Bobbi Kristina Brown, filha de Whitney e Bobby Brown, sonhou em seguir os passos dos progenitores mas o seu percurso acabou por ser demasiado curto e sinuoso

Cerca de seis meses após ter sido encontrada com a cabeça submersa em água na banheira de sua casa, em Atlanta, e de ter permanecido depois em coma induzido, Bobbi Kristina Brown morreu este domingo, aos 22 anos. “Ela está finalmente em paz, nos braços de Deus. Queremos agradecer novamente a toda a gente pelo amor e enorme apoio que nos deram nestes últimos meses”, diz a família Houston num comunicado, onde refere que a jovem morreu rodeada dos seus familiares.

A forma como Bobbi foi encontrada remete para o modo como a sua mãe, Whitney Houston, morrera, cerca de quatro anos antes, afogada na banheira de um hotel em Beverly Hills, na sequência de problemas cardiacos suscitados pelo uso de cocaína e de outras drogas. Na altura Bobbi tinha apenas 18 anos e a situação da jovem causou preocupação. Posteriormente, foi ao programa de Oprah Winfrey falar sobre as dificuldades em lidar com a perda da mãe.

Vida exposta em reality shows

Filha única de Whitney Huston e do cantor de rythmn and blues Bobby Brown, teve desde muito cedo a sua vida exposta nos mass media. Ainda em criança, os pais levaram-na para os palcos durante os concertos. Quando tinha 12 anos, o pai iria mostrar a vida de toda a família perante as câmaras no reality show “Being Bobby Brown” (“Ser Bobby Brown”). O programa fez sucesso, mas Whitney não concordou com a sua continuação numa segunda temporada.

Após a separação do casal. Bobbi Kristina ficou a viver com a mãe, que adotou mais tarde Nick Gordon, um rapaz de 12 anos, que seria criado como seu irmão. Depois da morte de Whitney, Bobbi Kristina e Nick assumiram uma relação conjugal, o que causou divergências entre as famílias Gordon e Houston, expostas em “The Houstons: On Our Own” (“Os Houstons: Por Nossa Conta”), outro reality show, de curta duração. Em alguns episódios Bobbi parecia estar sob o efeito de drogas ou álcool.

Especulou-se que Bobbi Kristina teria o mesmo problema de dependências que afetou os pais. No livro “Whitney & Bobbi Kristina: The Deadly Price od Fame” (“Whitney & Bobbi Kristina: O Letal Preço da Fama”), a jornalista Ian Halperin cita diversos testemunhos que indicam que se terá tornado dependente de drogas aos 14 anos.

Bobbi tinha o sonho de seguir os passos dos pais e de seguir uma carreira como cantora e atriz, mas apenas chegou a conseguir pequenas participações em programas televisivos.

As queixas e o processo contra o companheiro

O corpo da jovem foi descoberto dentro de água a 31 de janeiro, pelo seu companheiro Nick, na casa de banho da casa onde viviam. Na altura, ele indicou que Bobbi não parecia respirar nem ter pulsação. A polícia registou o incidente como “afogamento”.

Em março do ano passado, Nick fora ao “Dr. Phil Show” (popular programa televisivo conduzido por um psicólogo norte-americano) expressar o seu desespero perante a situação da companheira. Havia indicios de conflitos entre o casal e a família de Kristina não a deixou visitar no hospital. Na sequência do programa, Nick chegou a dar entrada num centro de tratamento de toxicodependências, no qual não terá permanecido contudo durante pouco tempo.

Em junho, foi apresentado um processo civil contra ele, acusando-o “entre outras coisas, de ter causado substanciais danos físicos a Brown”, referindo que, após a sua hospitalização em janeiro, ele levantou mais de 10 mil euros da sua conta.