Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Chineses compram por €11 mil aeroporto que custou €450 milhões

  • 333

Está localizado a cerca de 200 quilómetros de Madrid e funcionou durante menos de quatro anos, tendo chegado a receber voos da Ryanair

A empresa chinesa Tzaneen Internacional foi esta sexta-feira o único licitador no leilão judicial do aeroporto Cidade Real, que comprou por 10.850 euros. A venda poderá contudo ficar sem efeito, caso até 14 de setembro surja um outro comprador disposto a pagar pelo menos 28 milhões de euros, segundo refere a agência Efe.

Estas quantias ficam mesmo muito aquém do investimento privado de 450 milhões efetuado para a criação da estrutura, que conta uma pista de aterragem, hangares e torre de controlo.

Originalmente denominado "Aeroporto Dom Quixote", foi criado com o intuito de receber voos de transporte de mercadorias para e de destinos europeus - funcionou apenas entre dezembro de 2008 e abril de 2012. Durante um curto período, o aeroporto, localizado a cerca de 200 quilómetros de Madrid, chegou a receber voos da companhia low cost Ryanar.

Os investidores chineses indicaram que tencionam comprar também terrenos adjacentes e investir em edifícios e equipamentos para criar um posto de cargas, num investimento total de entre 60 milhões a 100 milhões de euros.

“A compra do aeroporto é um primeiro passo para a criação de um grande hub (centro de interconexão) logístico na zona da Cidade Real, especializado no transporte, armazenamento e distribuição de mercadorias de diversas áreas geográficas, com especial atenção para o mercado chinês”, referiu a Tzaneen, em comunicado.