Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

“El Chapo”, o narcotraficante mexicano que fugiu da prisão por um túnel com ar condicionado

  • 333

Joaquin Guzman, narcotraficante mexicano conhecido como 'El Chapo', líder do cartel Sinaloa

PEDRO VALTIERRA / EPA

Após uma espantosa fuga de uma das prisões mais seguras do mundo, as autoridades mexicanas oferecem uma fortuna pela captura de “El Chapo. Donald Trump ofereceu-se para intervir (mas depois assustou-se e ligou ao FBI)

“Este criminoso não vai ter descanso, declarou o ministro do Interior mexicano, Miguel Ángel Osorio, sobre o narcotraficante Joaquin Guzman, conhecido como "El Chapo", que escapou de uma das prisões mais seguras do mundo no último fim de semana. As autoridades já anunciaram a recompensa de 3,5 milhões de euros pela sua captura.

"El Chapo" tem 57 anos, mede apenas 1,55 metros e, segundo o jornalista britânico Malcolm Beith, é um homem "inteligente e calculista". Tem apenas o sexto ano de escolaridade e "na sua vida passada" dedicava-se à agricultura. Envolveu-se nas drogas na década de 1980 e desde 1989 é o cabecilha do cartel Sinaloa.

Encontrava-se detido no estabelecimento prisional de Altipano (nas imediações da cidade do México) desde fevereiro de 2014, mas já tinha estado preso antes, entre 1993 e 2001 - ano em que fugiu da prisão pela primeira vez, escondendo-se dentro de um cesto da lavandaria depois de ter subornado alguns responsáveis prisionais.

A fuga

Desta vez, o plano foi mais elaborado: envolveu um túnel de 1,5 quilómetros, cavado debaixo do polibã da sua casa de banho que ligava o estabelecimento a um prédio fora da área prisional. As autoridades suspeitam que Guzman, mais uma vez, subornou guardas para lhe fazerem este trabalho. O túnel não se assemelha em nada à versão imunda utilizada pelo personagem Andy Dufresne do filme "The Shawshank Redemption".

Ao contrário deste último, o túnel de Guzman era iluminado, tinha ar condicionado e uma espécie de elevador. As autoridades mexicanas dizem que este trabalho levou cerca de um ano a ser desenvolvido.

MANO A MANO COM DONALD TRUMP

Depois da fuga do "El Chapo", uma outra "estrela" aproveitou para dar a sua opinião. Donald Trump, candidato às presidenciais norte-americanas, decidiu utilizar o Twitter para dizer tudo o que acha sobre o assunto.

Começou por dizer que já tinha avisado que algo assim ia acontecer e acusou "El Chapo" e os cartéis de droga mexicanos de usarem a fronteira norte-americana como se se tratasse de um aspirador, "sugando drogas e morte para os Estados Unidos".

Perguntou ainda aos seus seguidores se conseguiam imaginar Hilllary Clinton ou Jeb Bush a negociar com o narcotraficante mexicano, mas foi o tweet onde Trump desafiava Guzman para um "mano a mano" que lhe valeu de um valente susto.

Parece um episódio tirado do "Scarface", mas é real: uma conta do Twitter ligada a "El Chapo" ameaçou abertamente o candidato presidencial. As suspeitas recaem sobre o filho de Guzman, Ivan. Tem alguns palavrões, sendo que não vamos traduzir, mas colocamos os Tweets em baixo, para que possa ler por si:

Apesar do desafio, Trump decidiu não colocar a sua forma física à prova, tendo prontamente pedido ao FBI para investigar a ameaça.

Esta não é a primeira vez que Donald Trump decide meter-se com os mexicanos. Já em junho, quando o bilionário anunciou a sua candidatura à Casa Branca e garantiu ser o "melhor presidente que Deus alguma vez criou", culpou o México de enviar para os Estados Unidos os piores membros da sua sociedade: "traficantes e violadores".

Chegou mesmo a prometer construir "uma grande muralha" para evitar a entrada de mexicanos nos EUA.