Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Daesh reivindica o ataque junto ao consulado italiano no Cairo

  • 333

O edifício do consulado italiano no Cairo ficou muito danificado na sequência da explosão de um carro armadilhado

EPA

Um carro armadilhado explodiu na capital do Egito, este sábado, matando uma pessoa e ferindo outras quatro

Uma explosão no Cairo, capital do Egito, fez grandes estragos no consulado italiano e causou a morte a pelo menos uma pessoa. Quatro outras ficaram feridas, confirmaram fontes médicas.

A explosão foi provocada por um carro-bomba e o atentado já foi reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico (Daesh). Nenhum funcionário do consulado ficou ferido no ataque, disse um elemento do corpo diplomático à AP. 

Este não é o primeiro atentado do género na capital egípcia. No mês passado, o procurador egípcio Hisham Barakat morreu na sequência de uma explosão de um carro armadilhado. No mesmo mês, um outro veículo explodia junto a uma esquadra da polícia matando três pessoas. 

As forças de segurança do país não têm descansado no combate aos extremistas islâmicos, sobretudo na zona da península do Sinai, onde os terroristas têm estado mais ativos.

Os grupos islâmicos radicais já mataram pelo menos 600 elementos da polícia e pessoal das forças de segurança nos últimos dois anos. 

Notícia atualizada às 18h40