Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Morreu o homem mais velho do mundo

  • 333

Fã de caligrafia, Momoi fotografado em junho de 2014

© KYODO Kyodo / Reuters

Chamava-se Sakari Momoi, era japonês e tinha 112 anos. Partiu no último domingo depois de complicações renais terem posto termo a uma longa vida

Segundo Sakari Momoi os segredos para uma longa vida são: uma boa noite de sono e uma alimentação saudável. Viveu 112 anos e partiu no domingo depois de uma batalha contra a insuficiência renal.

Nasceu na cidade de Fukushima, Japão a 5 de Fevereiro de 1903,  o mesmo ano em que os irmãos Wright fizeram o seu primeiro voo e que nasceu o “teddy bear” - o urso de peluche. Momoi tinha já 42 anos quando a II Guerra Mundial terminou.

Fã de caligrafia, poesia chinesa e de viajar com a sua mulher pelo Japão, Sakari Momoi teve uma vida profissional longa como diretor de escolas secundárias no município de Fukushima, no norte do Japão, e Saitama nos arredores de Tóquio.

Em declarações ao Guiness em 2014, altura em que foi oficialmente reconhecido como o homem mais velho do mundo, o ancião japonês disse que “queria viver mais dois anos". Partiu antes de atingir essa meta.

O título de homem mais velho do mundo pertence agora a outro japonês, Yasutaro Koide, habitante da prefeitura de Nagoia, no centro do Japão. Tem a mesma idade que Momoi, tendo nascido apenas um mês mais tarde, em março de 1903.

A pessoa mais velha do mundo é Susannah Mushatt Jones, que celebrou esta segunda-feira 116 anos rodeada de amigos e família em Nova Iorque. A mulher que tem 100 sobrinhos e é conhecida como “T” - um diminutivo de tia. Tal como Momoi, atribui a sua longevidade ao sono. 

O recorde para a pessoa que viveu mais tempo é de Jeanne Calment, francesa que viveu 122 anos e morreu em 1997.