Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Juncker. “Temos um cenário de saída da Grécia do euro preparado ao detalhe”

  • 333

FOTO JOHN THYS/AFP/Getty Images

Presidente da Comissão Europeia diz que é “totalmente contra” um Grexit, mas adianta que poderá não conseguir evitar este cenário caso o governo grego não faça o que lhe é pedido. Jean-Claude Juncker espera pelas propostas gregas até à próxima sexta-feira de manhã e salienta que tinha avisado que o “não” no referendo grego iria enfraquecer dramaticamente a posição negocial grega. “Ela ficou muito enfraquecida esta noite”, conclui.

Pela primeira vez, a Comissão Europeia admite claramente que tem um plano de saída da Grécia do Euro. É o próprio presidente Jean-Claude Juncker quem revela que o cenário está “preparado ao detalhe” e que o executivo comunitário “está pronto para tudo” incluindo um plano de ação de ajuda humanitária à Grécia.

O luxemburguês esclarece que é “fortemente contra um Grexit” mas que poderá “não conseguir evitá-lo” caso o governo grego não faça o que as instituições e os restantes países do euro esperam dele.

Juncker rejeita ainda todas as acusações que lhe foram feitas de que não respeita a dignidade do povo grego e diz que não gostou de ouvir Varoufakis chamar os parceiros europeus de “terroristas”.

“Quem são eles? E quem julgam que eu sou? Eu sou fortemente a favor de manter a Grécia no zona euro”, disse Juncker que espera agora que o governo grego avance finalmente com “propostas conclusivas”.

Alívio da dívida? Talvez em outubro
Um alívio da dívida tal como foi pedido por Alexis Tsipras não está para já em cima da mesa, mas Juncker diz que a discussão sobre a reestruturação da dívida pode chegar em outubro.

“O primeiro-ministro grego sabia, mesmo que não o tenha dito ao seu povo, que estávamos prontos para voltar ao tema do alívio da dívida em outubro, depois de termos os compromissos gregos para os próximos meses e anos”, disse o presidente da Comissão Europeia.

Questionado quanto às necessidades de liquidez gregas e ao pagamento de mais de 3 mil milhões que Atenas tem de garantir ao Banco Central Europeu no próximo dia 20, Juncker responde: “vai depender das propostas que o governo grego fizer o mais tardar até às 8h30 de sexta-feira”.

  • “Por cada história de um grego que foge aos impostos eu conto uma de um que trabalha muito”

    O azul é o mar, o branco é a espuma das ondas do mar e a cruz é de cristãos.” Aléxandros tem 10 anos e, com gestos, explica o significado das listas da bandeira estendida sobre a mesa de jantar. Faz o sinal da cruz com a mão e completa: “cruz de cristãos, são cristãos ortodoxos”. É a cruz da bandeira da Grécia. Mas estamos em Almada e a cruz que aqui pesa é outra, é a que os gregos carregam. “Puseram-nos de joelhos”, diz Maria Vlachou, mãe de Aléxandros. “Não há Europa sem a Grécia.” Haverá?

  • A crise grega em 10 gráficos

    Há imagens que valem mais do que mil palavras e estes 10 gráficos selecionados pelo Expresso resumem o que se passa na Grécia. Do endividamento excessivo à origem da crise no subprime americano ou os cofres vazios do Estado