Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mensagem do FMI: estamos prontos para ajudar a Grécia

  • 333

ERIC VIDAL / Reuters

Diretora do Fundo Monetário Internacional efetuou uma curta declaração sobre a situação da Grécia após a vitória do “não” no referendo

O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou esta segunda-feira que está a acompanhar "de perto" a situação na Grécia e que está "pronto para ajudar o país, se assim for pedido", segundo uma declaração da diretora-geral da instituição. 

"O FMI tomou nota do referendo que ocorreu no domingo na Grécia. Estamos a monitorizar a situação de perto e estamos prontos para ajudar a Grécia se assim for pedido", afirma a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, numa curta declaração enviada à comunicação social.

No domingo, os gregos rejeitaram, em referendo e por ampla maioria (61,34%), as propostas dos credores internacionais, (instituições europeias e Fundo Monetário Internacional), agravando o clima de incerteza na zona euro.

Esta segunda-feira, o ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, decidiu demitir-se, a pedido do primeiro-ministro grego. Para o final do dia está agendado um encontro entre o chefe de Estado francês e a chanceler alemã, Angela Merkel, para discutir a crise atual.

Na sequência dos resultados do referendo está também agendada para terça-feira uma cimeira extraordinária da zona euro, antecedida de uma reunião do Eurogrupo. Tsipras comprometeu-se já, depois de falar ao telefone com Merkel, a apresentar novas propostas na cimeira de líderes.