Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Às 20h de Atenas cheira a Tóquio em hora de ponta

  • 333

Yannis Behrakis / Reuters

Metro apinhado desagua na praça Syntagma, em Atenas. Milhares de partidários do “não” voltam a manifestar-se frente ao parlamento

Entardecer quente em Atenas com a praça Sintagma cheia até à porta de partidários do “não”. Os gregos voltaram a sair à rua na véspera do referendo. Frente ao Parlamento. O sítio do costume.

Muitos dos que aqui estão chegaram de metro, em carruagens apinhadas. Às 20h de Atenas (menos duas em Lisboa) cheira a Tóquio em hora de ponta.

A eurodeputada pelo Bloco de Esquerda Marisa Matias voltou a marcar presença. Também por aqui esteve em janeiro, na altura das eleições, para apoiar o Syriza de Alexis Tsipras, seu amigo pessoal.

“Para dizer sim ao futuro, primeiro é preciso dizer um forte não ao passado”, disse Marisa Matias aos milhares de gregos que enchem por completo a praça Sintagma. Grécia