Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Eurogrupo só negoceia com a Grécia após o referendo

  • 333

OLIVIER HOSLET/EPA

No final da reunião extraordinária desta quarta-feira, a segunda no espaço de 24 horas, um dos ministros das Finanças da zona euro afirmou que o mais recente discurso de Tsipras ao país, em que anunciou a manutenção do referendo e deixou críticas duras à Europa, não inspiram muita confiança na vontade de Atenas apresentar “um plano realista”

A chanceler alemã já o tinha dito: mais conversas com Atenas só depois do referendo. A segunda reunião do Eurogrupo desta semana, que terminou pouco depois das 17h30, veio confirmar que até domingo não há acordo sobre um terceiro resgate - já pedido por Tsipras.

"Não vamos pôr a carroça à frente dos bois", disse o ministro das finanças da Eslováquia, numa mensagem no Twitter logo após o fim da reunião do Eurogrupo. Peter Kazimir escreve ainda que foi um "Eurogrupo unido na decisão de esperar pelo resultado do referendo grego".

Só depois de domingo é que os ministros das Finanças da zona euro estão disponíveis para continuar a conversar sobre um futuro terceiro resgate.

"Os países do euro estão disponíveis para negociar uma solução para a Grécia”, disse o ministro finlandês das Finanças. Mas para Alexander Stubb, “em qualquer negociação, a Grécia deve conceber um plano realista para salvar a economia e ações para levar a cabo a sua implementação.

Stubb sublinhou ainda que o primeiro-ministro grego, no discurso que fez esta quarta-feira, não transmitiu confiança de que terá interesse em implementá-lo. Na declaração a que Stubb se refere, Tsipras anunciou a manutenção do referendo, fez um apelo ao voto no "não" e culpou a Europa pelas imagens de pensionistas desesperados à porta dos bancos. "É inaceitável que numa Europa de solidariedade e respeito mútuo existam imagens destas", disse o chefe do governo helénico.

Mil agências bancárias abriram esta quarta-feira para que os pensionistas que não têm cartão multibanco possam levantar algum dinheiro. Limite de levantamento por pessoa: 120 euros. Aqui, num banco em Atenas, um funcionário distribuiu bilhetes prioritários para os levantamentos

Mil agências bancárias abriram esta quarta-feira para que os pensionistas que não têm cartão multibanco possam levantar algum dinheiro. Limite de levantamento por pessoa: 120 euros. Aqui, num banco em Atenas, um funcionário distribuiu bilhetes prioritários para os levantamentos

YANNIS KOLESIDIS / EPA