Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Administradores da Uber detidos em França

  • 333

Thibaud Simphal

Getty

O diretor-geral para a Europa Ocidental e o principal responsável pela operação em França são acusados de terem criado empregos ilegais

Os dois principais administradores da Uber em França foram detidos esta segunda-feira em Paris sob suspeita da prática do crime de criação de emprego ilegal. Estas detenções acontecem apenas alguns dias depois de milhares de taxistas terem-se manifestado violentamente nas ruas da capital francesa.

A Uber já confirmou a detenção do diretor-geral para a Europa Ocidental, Pierre-Dimitri Gore-Coty, e do principal responsável pela operação em França, Thibaud Simphal. No mesmo comunicado informa que os dois altos responsáveis foram “voluntariamente” à polícia para prestar declarações e que acabaram detidos.

O processo em que dois administradores respondem pela criação de emprego ilegal começou com uma queixa apresentada no ano passado por uma das associações francesas de taxistas, informa o Finantial Times.

Fontes próximas do processo garantiram ao correspondente em Paris do conceituado jornal britânico que a queixa está relacionada com o serviço UberPop, que permite aos clientes obter viagens em carros privados.

Segundo o The Wall Street Journal, se ficar claro que o UberPop viola a lei francesa, ao permitir o transporte de pessoas por condutores que não têm autorização para o fazer, os administradores da empresa criada em São Francisco, EUA, arriscam penas de prisão até dois anos e uma multa até 300 mil euros.