Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Kuwait. Detido motorista do bombista suicida que atacou mesquita

  • 333

YASSER AL-ZAYYAT / AFP / Getty Images

Ao todo, 18 pessoas foram detidas na sequência do atentado no Kuwait, que provocou 27 mortos. O autor do atentado era um jovem saudita de 26 anos

Fahd Suliman Abdul-Muhsen al-Qabaa chegou aterrou no aeroporto da capital do Kuweit, na sexta-feira de manhã. Horas depois, ocorreria o atentado suicida contra uma mesquita xiita, em al-Sawabir, onde se encontravam cerca de dois mil xiitas em oração. 27 pessoas morreram e 227 ficaram feridas.  

É isto que se sabe, desde este domingo, sobre a identidade do alegado bombista suicida, divulgada pelo Ministério do Interior do país, citado pela agência de notícias oficial KUNA. 

Fahd era um cidadão saudita, nascido em 1992, e protagonizou o ataque que, pouco depois, seria reivindicado pelo grupo Província de Najd, ramificação do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh), movimento fundamentalista sunita que olha para os xiitas como hereges. 

O Governo acredita que o ataque procurou minar a relação harmoniosa entre sunitas e xiitas, que constituem entre 15% e 30% da população de um país maioritariamente sunita. 

Também este sábado foi revelada a identidade do motorista que terá conduzido Fahd até à mesquita. Abdulrahman Sbah Eidan Saud, de 26 anos, é um residente ilegal no país, que se escondia numa casa no distrito de Al-Rigga, em Al-Ahmadi. As autoridades detiveram ainda o dono dessa casa que, de acordo com as autoridades, promovia uma "ideologia fundamentalista".  

Ao todo, 18 pessoas foram detidas na sequência do atentado que ocorreu esta sexta-feira, revela o Ministério do Interior.  

Este sábado, centenas de pessoas participaram nas celebrações fúnebres das vítimas daquele que foi o primeiro atentado terrorista no Kuwait em mais de 20 anos.