Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Três pessoas atropeladas mortalmente na Áustria

  • 333

ELMAR GUBISCH/EPA

Num comunicado emitido pela Câmara Municipal o homem é acusado de ter atropelado "deliberadamente" os civis

Helena Bento

Jornalista

Um homem de 26 anos, de nacionalidade austríaca e ascendência bósnia, atropelou este sábado vários peões na cidade de Graz, na Áustria. Pelo menos três pessoas morreram e 36 ficaram feridas.  

De acordo com testemunhas, citadas pela agência France Presse, o veículo entrou a alta velocidade numa das principais ruas comerciais daquela que é a segunda maior cidade austríaca. O incidente ocorreu às 12h00, hora local (11h00 em Portugal). 

Fontes policiais afirmaram que depois do atropelamento o condutor, que é casado e tem dois filhos, saiu do automóvel munido de uma faca e agrediu várias pessoas, tendo sido detido pouco tempo depois.

Num comunicado emitido pela Câmara Municipal da cidade lê-se que o homem "usou o seu automóvel como uma arma e atropelou deliberadamente os civis". Entre as vítimas mortais encontra-se um rapaz de sete anos. Dos 36 feridos, dez deram entrada no hospital com ferimentos graves e um encontra-se em estado crítico.

Hermann Schützenhöfer, governador do estado da Estíria, onde fica a cidade de Graz, disse tratar-se de um ato de um "assassino solitário e perturbado". De acordo com os primeiros elementos recolhidos na investigação, o homem apresenta sintomas de doença mental.

O diretor da polícia, Josej Klamminger, excluiu a possibilidade de se ter tratado de um ataque terrorista.