Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Passageiro ilegal sobrevive a 11 horas de viagem agarrado a trem de aterragem

  • 333

Dois homens percorreram os 12.000 quilómetros que separam Joanesburgo de Londres, agarrados a um avião. Um caiu para a sua morte, o outro está em estado grave num hospital da capital britânica

Um homem que viajava agarrado ao trem de aterragem de um avião da British Airways, que realizava o trajeto entre Joanesburgo, na África do Sul, e Londres, morreu ao cair sobre um prédio na parte ocidental da capital inglesa, quando o aparelho se aproximava do aeroposto de Heathrow, conta a companhia aérea.

Um segundo passageiro que fez a viagem nas mesmas condições sobreviveu à aventura mas encontra-se em estado crítico num hospital londrino, depois de ter resistido às mais de 11 horas de viagem que demora, em média, a ligação de 12.000 quilómetros entre as duas cidades, a temperaturas geladas de menos -60º celsius. 

O sobrevivente de 24 anos foi descoberto agarrado ao trem de aterragem do voo. Quanto ao seu companheiro de viagem, desconhece-se se morreu durante o percurso ou foi vitimado pela queda, mistério que a autópsia deverá apurar.

A polícia metropolitana de Londres está a investigar o caso e já contactou as autoridades de Joanesburgo para tentar reconstruír as circunstâncias deste caso.

A British Airways diz que este é um evento “raro”. Mas em 2012, José Matada, um cidadão angolano de 26 anos, morreu em circustâncias parecidas num voo entre Luanda e Londres, embora dessa vez o passageiro tenha morrido congelado durante a viagem.