Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Elefante mata um homem em restaurante tailandês

  • 333

Embora a sua captura seja proibida na Tailândia, a utilização dos elefantes para animação turística é comum no país desde a década de 1990

ROMEO GACAD / AFP / Getty Images

A vítima jantava com um colega num restaurante junto a uma praia, quando o animal se enfureceu e o atacou. Tratador foi acusado de violar a lei do bem-estar animal e de ter sido negligente

Um elefante matou um homem de 28 anos e feriu com gravidade um outro, de 30, enquanto ambos jantavam num restaurante junto à praia, em Rayong, Tailândia.

Segundo as autoridades tailandesas, o caso aconteceu na segunda-feira, quando as vítimas falavam com o tratador do animal. "De repente, o paquiderme enfureceu-se e atacou um dos homens no peito, com os dentes, ferindo-o mortalmente, e atingiu o outro com as patas", explicou Thawat Nongsingha, responsável da polícia, citado pelo "The Guardian".

A vítima mortal, identificada apenas como um funcionário de uma empresa de telecomunicações, acabou por morrer já no hospital, enquanto o seu colega continua internado mas já livre de perigo.

Quanto ao tratador do elefante, foi acusado de negligência e de violar a lei que protege o bem-estar animal. Caso seja condenado, arrisca uma pena de dez anos de prisão e uma multa que pode ascender a 20.000 baht (cerca de 530 euros).

Na Tailândia - onde o elefante é considerado um símbolo nacional - estima-se que existam 4000 desses animais domesticados, um número superior aos que vivem em estado selvagem, e que não ultrapassam os 2500. 

Embora a sua captura seja proibida na Tailândia, a utilização dos elefantes para animação turística é comum desde a década de 1990.