Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Doze mortos em inundações. Leões, tigres e ursos à solta na capital da Geórgia

  • 333

BESO GULASHVILI

Alguns animais encontram-se à solta pela cidade, depois de o jardim zoológico onde estavam alojados ter sido inundado e destruído

Helena Bento

Jornalista

Pelo menos doze pessoas morreram devido às inundações provocadas pela chuva intensa que assolou Tbilissi, capital da Geórgia, na madrugada deste domingo. Vários animais selvagens encontram-se à solta pela cidade, depois de o jardim zoológico onde estavam alojados ter sido inundado e destruído.

O primeiro-ministro Irakli Garibashvili classificou os danos de "substanciais" e pediu à população local para permanecer em casa por causa dos animais que se encontram à solta nas ruas da cidade. Tigres, leões, lobos e ursos fugiram das instalações do jardim zoológico, que ficou totalmente destruído, segundo Zura Gurielidze, o diretor. Alguns animais foram já abatidos pelas forças policiais e outros estão por localizar. Um hipopótamo foi encontrado numa das ruas principais.

Três das vítimas trabalhavam no zoológico. Entre elas uma mulher de 56 anos que, em maio, terá sido atacada por um dos tigres e perdeu um braço. Regressou ao trabalho pouco tempo depois. O seu marido também morreu nas inundações. 

O número de desaparecidos ainda não foi confirmado. Milhares de pessoas foram retiradas dos prédios onde moram. Em alguns bairros da cidade não há eletricidade nem água potável. A chuva, que caiu durante cinco horas seguidas, provocou também um desabamento de terra na periferia de Tblissi.