Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Computador de Merkel infetado em ataque informático ao parlamento alemão

  • 333

TIM BRAKEMEIER / EPA

O semanário "Bild am Sonntag" avançou que o computador da chanceler alemã serviu também para enviar vírus através de correios eletrónicos a outros políticos. Parlamento nomeou um dos três serviços secretos alemães para investigar o ataque

O computador do escritório da chanceler alemã, Angela Merkel, terá sido afetado no ataque informático contra o parlamento alemão, noticiou hoje o semanário "Bild am Sonntag".

Com base em "duas fontes independentes", que não são identificadas, o jornal avançou que o computador da governante serviu também para enviar vírus através de correios eletrónicos a outros políticos.

Essas mensagens infetadas tinham como remetente o nome "Angela Merkel" e no assunto o convite para uma conferência telefónica.

O mesmo jornal relatou que pelo menos 15 computadores foram afetados no ataque informático, que poderá ter sido provocado por algum serviço secreto estrangeiro.

O parlamento nomeou um dos três serviços secretos alemães para investigar o ataque.

Em meados do próximo mês, a rede de computadores deverá ser renovados e alguns deputados já pediram que se sejam utilizados padrões de segurança semelhantes aos do governo.