Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

PM francês foi com os filhos à final da Champions em avião oficial (e diz que vai devolver €2.500)

  • 333

Valls à conversa com Platini durante a final da Liga do Campeões, no último sábado

ODD ANDERSEN/ AFP/ Getty Images

Desde a eleição, Valls tem apregoado a transparência na vida dos políticos e criticado o abuso de poder na classe. Viagens de ida e volta custaram €20 mil, segundo a imprensa local

Manuel Valls, primeiro-ministro francês, e os dois filhos assistiram à final da Liga dos Campeões, em Berlim, no passado sábado. Até aqui tudo normal. O trio viajou de avião, mas não foi num qualquer: foi no oficial do Governo, um falcon. A situação causou desconforto e Valls foi fortemente criticado por usar meios públicos para lazer. Agora, o líder do governo garantiu que vai pagar as despesas das duas crianças. 

Sábado, 6 de junho. O avião oficial do governo francês saiu de Paris com as duas crianças. Primeiro fizeram uma rápida paragem para ir buscar o pai ao trabalho, em Poitiers - onde Valls estava a participar no congresso do Partido socialista. Já com a família reunida, partiram para Berlim. À espera da comitiva estava Michele Platini e o Barcelona-Juventus. 

A viagem de cerca 1400 quilómetros foi tornada pública. A imprensa francesa considera que se trata do primeiro incidente grave para a imagem pública do primeiro-ministro, eleito no ano passado. 

Desde a eleição, Valls tem apregoado a transparência na vida dos políticos e criticado o abuso de poder na classe. 

Justificação atrás de justificação

Com o burburinho vieram as justificações. Primeiro, a viagem devia-se a um reunião de trabalho com a UEFA, mas a organização do futebol europeu negou qualquer encontro. Depois já se tratava de uma reunião com Michel Platini, no entanto Platini e o próprio presidente francês, François Hollande, contrariaram esta versão. 

Finalmente, Manuel Valls admitiu que foi por lazer e pediu compreensão.

Na passada terça-feira levantou-se mais uma ponta do véu e tornou-se público que os dois filhos de Manuel Valls também assistiram à final da Liga dos Campeões. O gabinete do líder do governo apressou-se a dizer que a viagem das crianças não implicava custos extras. 

Agora, com tantas voltas e reviravoltas, o primeiro-ministro pôs tudo em pratos limpos e decidiu pagar 2.500 euros, justificando (outra vez) que "o país não precisa de mais polémicas". 

Segundo avança o jornal espanhol "El País", as viagens tiveram um custo próximo dos 20 mil euros e também as escoltas do líder do governo francês voaram no falcon. 

Manuel Valls é um adepto assumido do Barcelona, cidade onde nasceu há 52 anos.