Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

“Horrível e exaltante.” Americanos investigam mais uma detenção violenta que apareceu no Youtube

  • 333

Desta vez é um doente psiquiátrico que poderá ter sido vítima do uso injustificado da força por parte da polícia norte-americana

A chefe da polícia da cidade californiana de Salinas, Kelly McMillin, afirmou que cena é “horrível e exaltante”, indicando que foi lançada uma investigação em torno da detenção de um homem que surge a ser espancado com bastões por diversos polícias num vídeo divulgado no YouTube.

O caso ocorreu na sexta-feira passada na cidade situada a 170 quilómetros de São Francisco e foi registada num vídeo que se tornou viral na Internet. O homem que surge a ser espancado e detido é José Velasco, um hispânico de 28 anos que sofre de esquizofrenia.

A polícia diz que foi chamada após ter recebido o alerta de que o individuo estava a agredir a mãe numa estrada com trânsito. “Conforme os agentes tentaram afastar Velasco da sua mãe, puxando-o, Velasco começou a resistir violentamente atacando os agentes”, refere um comunicado da polícia.

Após duas tentativas infrutíferas de o controlarem com recurso a taser, terá supostamente conseguido apoderar-se da arma imobilizadora. “Velasco continuou a lutar e a resistir, levando a que eventualmente tenham sido necessários cinco agentes e o recurso a bastões para o controlar e algemar”, indicaram ainda as autoridades policiais.

Uma versão que é parcialmente desmentida por Antoinette Ramirez: “Meu pobre irmão. Ele é doente mental e os polícias não tinham o direito de continuarem a bater-lhe daquela forma quando ele já se encontrava no chão”.