Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

FMI deixa negociações com a Grécia. Pelo menos para já

  • 333

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, irá estar presente na próxima reunião do Eurogrupo

UESLEI MARCELINO / Reuters

Em causa estão "grandes diferenças". Fundo diz que não há condições para continuar a negociar

Cátia Bruno

Cátia Bruno

Jornalista

O porta-voz do Fundo Monetário Internacional (FMI), Gerry Rice, anunciou esta quinta-feira aos jornalistas que a sua equipa técnica que tem participado nas negociações com a Grécia abandonou Bruxelas. 

Citando "grandes diferenças", nomeadamente em temas como pensões e impostos, Rice disse não haver condições para continuar a negociar, pelo menos para já. "Não tem havido progressos recentemente para reduzir essas diferenças", declarou o porta-voz, anunciando que "a bola agora está do lado da Grécia". 

As declarações surgiram logo após a reunião entre o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que acordaram em manter um "contacto próximo" durante os próximos dias, e teve um efeito imediato em alguns mercados europeus.

No entanto, o FMI garantiu que a diretora Christine Lagarde estará presente na próxima reunião do Eurogrupo, a 18 de junho. "Tal como ela disse muitas vezes, o FMI nunca abandona a mesa [de negociações]", concluiu Rice.