Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Eleições na Turquia. Partido de Erdogan vence, mas perde maioria

  • 333

O partido do atual presidente turco perde a maioria absoluta pela primeira vez nos últimos 13 anos

ULAS YUNUS TOSUN/EPA

Desde 2002 que o Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP), do presidente turco, tinha maioria absoluta. As eleições deste domingo eram consideradas as mais incertas desde então

O partido do Presidente turco Recep Tayyip Erdogan perdeu este domingo a maioria absoluta que detinha no parlamento há 13 anos, segundo os números divulgados pelas televisões turcas quando se aproxima o final da contagem dos votos.

Segundo os dados divulgados pelos meios de comunicação locais, o Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP), de Erdogan, vence as eleições com 40,8% dos votos, o que lhe dá 255 deputados no parlamento, obrigando-o a formar um governo de coligação. Nas últimas eleições, em 2011, o AKP tinha obtido 49% dos votos (326 deputados). 

A formação pró-curda Partido Democrático do Povo (HDP) teve mais de 12,9% dos votos e deverá colocar 80 deputados no parlamento turco, o que acontece pela primeira vez (em 2011, tinha 36 independentes). O mínimo para entrar na Assembleia Nacional era conseguir 10% dos votos. 

Os dois outros principais concorrentes do partido do poder, o Partido Republicano do Povo (CHP, social-democrata) e o Partido de Ação Nacionalista (MHP, direita) obtiveram 25,1% e 16,4% dos votos, correspondentes a 133 e 82 lugares, respetivamente (em 2011, ganharam 135 e 53 lugares).

As eleições deste domingo eram consideradas as mais incertas desde 2002 e à partida os observadores aventavam a possibilidade de o AKP perder a maioria absoluta garantida em anteriores escrutínios. 

A participação nestas eleições, consideradas como determinantes para o futuro democrático do país, foi de 86% entre os 54 milhões de turcos com direito a voto.

[notícia atualizada às 23h21 com os resultados finais das eleições]