Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

James, o homem que recebeu o primeiro transplante de crânio e couro cabeludo

  • 333

James Boysen

D. R.

"Terei muito mais cabelo do que quando tinha 21 anos", brincou James Boysen, após ter sido submetido a 15 horas de cirurgia realizada por uma equipa multidisciplinar, que envolveu 12 cirurgiões e 40 médicos. 

Foram 15 horas de cirurgia, realizada por uma equipa multidisciplinar de cerca de 12 cirurgiões e 40 médicos do Houston Methodist Hospital, no Texas, e do MD Anderson Cancer Center. James Boysen, programador de 55 anos da cidade de Austin, foi a primeira pessoa do mundo a receber um transplante de crânio e couro cabeludo a partir de um dador humano. Para além disso, Boysen recebeu ainda, na mesma intervenção que foi realizada a 22 de maio, um novo rim e pâncreas. 

"É impressionante, na verdade, a forma como o conseguiram. Terei muito mais cabelo do que quando tinha 21 anos", brincou Boysen, citado esta sexta-feira pela "Sky News", mostrando-se surpreendido "por se sentir tão bem". 

O norte-americano perdera parte do crânio há cerca de dez anos, na sequência de um tratamento para leiomiossarcoma, um tipo de cancro pouco comum. Os tratamentos, que incluíram quimioterapia e  radioterapia, deixaram-no com um buraco de 25 por 25 centímetros na cabeça, segundo o médico Jesse Selber, que dirigiu a equipa médica do MD Anderson Cancer Center.

A cirurgia começou a ser combinada há quatro anos, mas a equipa médica teve que esperar até aparecer um dador. E, quando finalmente apareceu, viria ainda uma dura tarefa.  

"Foi uma operação muito complexa, porque tivemos que transplantar os tecidos com microcirurgia", explicou o médico Michael Klebu, na página oficial do MD Anderson Cancer Center. "Imaginem tentar ligar vasos sanguíneos de 1,5 milímetros, utilizando um microscópio, a pequenos pontos de metade do diâmetro de um cabelo humano, com ferramentas que qualquer um poderia usar para criar um relógio suíço".