Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Vaga de calor na Índia já provocou mais de 2200 mortos

  • 333

AJAY VERMA/ REUTERS

A  ligeira descida de temperatura registada este domingo pode não ser para durar. Nos próximos dias esperam-se 45ºC, o que faz temer mais vítimas.

São já mais de 2200 as mortes provocadas pela vaga de calor que tem atingido nas últimas semanas a Índia. O balanço foi atualizado pelas autoridades este domingo, dia em que se registou uma ligeira descida nas temperaturas, com chuva dispersa.

Mas o alívio no calor poderá ser breve, dado que são esperadas temperaturas a rondar os 45ºC nos próximos dias em várias regiões do país, segundo as mesmas fontes.

Em Andhra Pradesh (onde morreram 1.636 pessoas) e Telangana, as autoridades lançaram campanhas de informação para ajudar os mais vulneráveis a enfrentarem o calor, por exemplo, bebendo água e evitando estar no exterior.

Consequência do calor excessivo, o aumento do consumo de energia, por causa do recurso a aparelhos de ar condicionado, tem provocado cortes pontuais de energia na capital indiana, havendo também problemas com o abastecimento de água.

Esta vaga de calor é considerada a segunda mais grave do país, de acordo com números da EM-DAT, uma base internacional de dados sobre catástrofes naturais. Em 1998 morreram 2.451 pessoas devido às temperaturas muito elevadas.