Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tornado mata 13 pessoas no México

  • 333

Algumas das casas destruídas pelo tornado em Ciudad Acuna

RICARDO ROMERO / EPA

Ciudad Acuna, no México, foi atingida pelo tornado mais forte que o país já viu nos últimos 15 anos. Este matou pelo menos 13 pessoas, destruiu cerca de 200 casas - e arrancou um bebé dos braços da própria mãe.

Cátia Bruno

Cátia Bruno

Jornalista

Um forte tornado atingiu uma cidade mexicana perto da fronteira com os EUA, Ciudad Acuna, matando 13 pessoas e deixando um rasto de destruição. 

Segundo as autoridades locais, pelo menos 300 pessoas ficaram feridas e cerca de 200 habitações foram completamente destruídas. "Não há nada de pé, nem paredes, nem telhados", relatou Edgar Gonzalez, porta-voz do Governo local. 

Entre as vítimas contam-se três bebés, um deles arrancado dos braços da própria mãe pela força do vento, segundo relatou à Associated Press o secretário da Administração Interna do estado de Coahuila, Victor Zamora. 

"Há carros em cima de casas, há mortos espalhados pelas ruas, é o caos total", contou uma residente, Maria del Rosario Ramirez, ao jornal mexicano "La Jornada", citado pela BBC. O serviço meteorológico do país classifica o tornado como o mais forte a atingir o México nos últimos 15 anos. 

O Presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, já declarou que irá visitar o local. A correspondente da BBC no país, Katy Watson, destaca que a cidade não estava preparada para um fenómeno meteorológico desta dimensão: "As infraestruturas não são claramente fortes o suficiente para aguentar o impacto. O exército está a ajudar nas buscas pelos desaparecidos e os estados vizinhos já prometeram ajuda nos esforços de salvamento." 

Watson destaca ainda que Ciudad Acuna não costuma ser afetada pelo mau tempo, ao contrário do vizinho estado norte-americano do Texas. Este está atualmente a ser fustigado por cheias que já mataram três pessoas. Outras 12 encontram-se desaparecidas.