Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Casamento gay (quase) aprovado na Irlanda

  • 333

CATHAL MCNAUGHTON

Ainda sem resultados oficiais, já aceitação de derrota e saudações de vitória. A Irlanda é o primeiro país a aprovar por referendo o casamento homossexual. 

A Irlanda está à beira de aprovar as uniões civis entre casais do mesmo sexo. Apesar dos resultados oficiais só serem conhecidos ao fim do dia, a vitória do Sim no referendo já é dada como certa nos jornais irlandeses como o "Te Irish Times".

Depois de o ministro da Igualdade ter dito, ao início da amanhã, que tinha visto seções do interior do país, conhecidas por serem mais conservadoras, a votar Sim, o ministro da Saúde veio também reforçar essa posição. "É um dia histórico. A vitória do Sim faz da Irlanda um exemplo no mundo no que respeita à liberdade e igualdade", afirmou  Leo Varadkar à televisão pública. 

Esta manhã, o Sim ia à frente nas zonas urbanas e surpreendia nas rurais. Os festejos dos defensores do casamento gay, aliás, já começaram. Pelo menos, nas redes sociais. "Estou muito, muito feliz. O Oscar [Wilde] sorri do seu túmulo", escreveu no Twitter o ator Stephen Fry, que é casado com um homem.

Do lado do Não há a aceitação da derrota. David Quinn, diretor do Iona Institute, organização que defende a Igreja e os valores do conceito de família tradicional, admitiu na mesma rede social a vitória do Sim.

A Irlanda é o primeiro país a aprovar por referendo o casamento homossexual. 

  • Arco-íris no horizonte da Ilha Esmeralda?

    A Irlanda pode tornar-se o primeiro país do mundo a aprovar através de referendo o casamento homossexual. A ilha, semeada por uma tradição católica e conservadora, deixa o povo falar esta sexta-feira. A história começou com um ministro: "Sou homossexual".