Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Estado Islâmico já controla metade de um país

  • 333

O Daesh conquistou quinta-feira a cidade histórica de Palmira

Nour Fourat / Reuters

Estados Unidos reconhecem retrocesso das forças da coligação, mas Obama mantém a opção de não combater diretamente os jiadistas a nível terrestre.

As forças do regime sírio retiraram-se de Al-Tanf (conhecida por Al-Walleed no lado iraquiano), que era a última fronteira com o Iraque que ainda controlavam e que passa agora a estar também sob o domínio do autodenominado Estado Islâmico (Daesh), indica o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

O Daesh “assumiu o controlo depois de as forças sírias retirarem", indica a organização sediada no Reino Unido, acrescentando que o regime da Síria deixou de controlar a sua fronteira com o Iraque.

A queda de Al-Tanf ocorre após a da cidade histórica de Palmira, tomada pelo Daesh esta quinta-feira, passando a organização terrorista a controlar agora “mais de 95 mil quilómetros quadrados da Síria, o que é 50% de todo o território do país”, refere ainda a mesma fonte.

O Daesh controla as províncias de Deir al-Zour e Raqqa e tem forte presença em Hasakeh, Aleppo, Homs e Hama.

As forças do regime sírio estão a tentar defender os campos de gás, a norte de Palmira, essenciais para o fornecimento de energia elétrica no país.

A conquista de Palmira representou mais uma vitória do Daesh, que ocorreu dias depois de ter tomado Ramadi, no Iraque.

Os Estados Unidos já reconheceram o retrocesso das forças da coligação, mas o Presidente Barack Obama mantém a opção de não enviar militares norte-americanos para combaterem diretamente os jiadistas a nível terrestre.