Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Rebeldes islâmicos apoderam-se de comando das forças de segurança em Ramadi

  • 333

Os combatentes do autoproclamado Estado Islâmico recorreram a vários ataques com viaturas armadilhadas na quinta-feira e na sexta-feira para tomarem o controlo da maior parte de Ramadi. Morreram pelo menos 50 pessoas, a maior parte polícias e civis armados.

Os jiadistas do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh) tomaram este domingo posse do quartel-general das forças de segurança na província de Al-Anbar em Ramadi, reforçando o seu domínio na capital desta região do oeste iraquiano, informaram responsáveis.

"O centro de comando das operações na província de Al-Anbar foi abandonado", afirmou à agência France Presse Muhannad Haimur, porta-voz e conselheiro do governador da província.

Vários responsáveis da segurança confirmaram a retirada. Haimur disse existirem muitas vítimas, mas não ter "uma contagem exata".

Os combatentes do Daesh recorreram a vários ataques com viaturas armadilhadas na quinta-feira e na sexta-feira para tomarem o controlo da maior parte de Ramadi.

Na sexta-feira, o grupo radical assumiu o controlo da maioria dos bairros centrais de Ramadi, tendo morto pelo menos 50 pessoas, a maior parte polícias e civis armados, segundo fontes das forças de segurança, que adiantaram que o grupo também fez explodir o quartel-general da polícia e as instalações do governador.

Forças militares da polícia de contraterrorismo e das tribos locais tinham ficado confinadas ao centro de comando das operações na margem norte do rio Eufrates e ao complexo judicial localizado em frente. "Ramadi não caiu, ainda há gente a lutar em alguns bairros", disse Haimur.

O coronel da polícia Jabbar al-Assafi disse à AFP que as forças governamentais retiraram da cidade de Ramadi."As forças de segurança - exército e polícia - saíram de Ramadi. Estão a dirigir-se para a principal autoestrada", a oeste da cidade, referiu num contacto telefónico.