Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

A terra começou a desabar e deixou 15 mineiros a lutar pela vida

  • 333

Acidente aconteceu em mina colombiana que se encontra em processo de legalização - mineiros não têm contrato de trabalho, nem recebem os benefícios exigidos por lei.

Quinze mineiros estão soterrados desde quarta-feira de manhã nas minas de ouro nas margens do rio Cauca, em Riosucio, na Colômbia. Segundo uma dos proprietários das minas, estavam 60 pessoas dentro do túnel no momento da tragédia, mas 45 conseguiram escapar, enquanto as restantes ficaram presas no local.

O acidente ocorreu quando as bombas de água deixaram de sugar a água, devido a uma falha elétrica. As minas ficaram inundadas e o ar começou a entrar com muita força.

“A terra começou a desabar. Todos começaram a gritar. O ar que entrava com a água parecia um furacão. Todos começamos a correr”, relata Yeison Gutiérrez, um dos mineiros que conseguiu sair, citado pelo jornal espanhol “El País”.

As equipas de busca e salvamento da Agência Nacional Mineira, bem como dezenas de bombeiros e socorristas, deslocaram-se para o local. Os trabalhos centram-se em sugar a água que bloqueia o túnel de acesso à mina.

Se por um lado a preocupação principal é salvar os 15 mineiros que estão presos, por outro os 45 trabalhadores que escaparam mostram-se aflitos com a possibilidade de ficar sem emprego.

Esta exploração de ouro encontra-se em processo de legalização. Os trabalhadores não têm contrato de trabalho nem recebem os benefícios exigidos por lei.

As autoridades confirmaram, entretanto, que estas minas já tinham sido encerradas por diversas vezes, devido ao risco que representam. No entanto, a lei colombiana permite que se continue a explorar minas enquanto o processo de legalização decorre.

Atualmente, existem mais de três mil pedidos pendentes para legalizar este género de minas na Colômbia.