Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Video de polícias a agredir imigrantes em Calais origina inquérito

  • 333

As imagens, divulgadas por um grupo de ativistas, mostram vários agentes a agredir com socos e pontapés imigrantes que tentam entrar em camiões, com o objetivo de sair de França e chegar ilegalmente a Inglaterra.

Expresso

A divulgação de um vídeo onde é possível ver vários imigrantes a serem violentamente agredidos por agentes policiais, em Calais, no norte de França, levou à abertura de um inquérito. 

As acusações de maus tratos e abuso de força por parte da polícia não são de agora, mas sempre foram negadas, quer pelas autoridades, quer pelo Ministério do Interior. As imagens divulgadas na terça-feira  pelo grupo de ativistas Calais Migrant Solidarity vieram no entanto forçar uma investigação.

O vídeo foi realizado no dia 5 de maio numa zona onde, todos os dias, dezenas de camiões esperam para passar os controlos fronteiriços e entrar em Inglaterra através do Canal da Mancha. 

Os imigrantes utilizam, regularmente, estas filas de espera para tentar entrar nos camiões e, desta maneira, conseguirem viajar ilegalmente para o Reino Unido.

Apesar dos socos e empurrões que é possível ver no vídeo, há quem defenda os agentes. Citado pelo "La Voix du Nord", um representante do sindicato dos polícias, Ludovic Hochart, disse acreditar que as imagens foram editadas. Caso se visse a sequência completa, afirmou, ver-se-ia provavelmente que a atuação dos polícias foi "justificada".

Em Calais, e sobretudo nas localidades circundantes, existem pelo menos dois mil imigrantes. A maioria vem de Itália, onde chegaram depois de atravessar o Mediterrâneo oriundos da costa africana.