Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ataque a xiitas ismailitas faz 43 mortos

  • 333

Tropas especiais paquistanesas frente ao hospital de Karachi onde foram assistidos os cerca de 20 fsobreviventes do ataque ao autocarro desta quarta-feira

REHAN KHAN

Seis homens armados atacaram um autocarro que se dirigia a um tempo xiita

Cristina Peres

Cristina Peres

Jornalista de Internacional

Pelo menos 43 pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas num ataque armado a um autocarro que transportava muçulmanos xiitas ismailitas na cidade paquistanesa de Karachi. Segundo a polícia paquistanesa, o ataque foi levado a cabo por seis indivíduos em motorizadas que obrigaram o autocarro a parar e dispararam de seguida indiscriminadamente sobre os passageiros.

O ataque, condenado pelo primeiro-ministro Muhammad Nawaz Sharif - que deu ordem para abrir uma investigação - foi reivindicado por um ramo do grupo de talibãs paquistaneses chamado Jundullah.

Sessenta pessoas seguiam no autocarro que foi mandado parar em Safoora Goth, uma área de Karachi, quando seguia em direção a um local de culto xiita ismaili. Até ao presente, entre os xiitas, esta minoria ismailita tem sido poupada aos ataques levados a cabo por sunitas e por talibãs. Descrita como progressista, educada e pacífica, esta pequena comunidade acaba de sofrer o maior ataque de sempre.

O porta-voz da Jundullah declarou que os xiitas ismailitas sofreram o assalto por serem considerados “kafir” ou não-muçulmanos. Em janeiro, um só ataque a uma mesquita xiita na província do sul do Paquistão de Sindh matou 60 pessoas.