Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Acabou a licenciatura aos 94 anos, 75 depois de ter começado. Domingo vai receber o canudo

  • 333

Primeiro foi a II Guerra Mundial. Depois o ter de assistir a mulher doente. Mas Anthony Brutto não desistiu. Recém-licenciado aos 94 anos, ainda brinca dizendo que vai fazer agora uma pausa, antes de seguir para o mestrado.

Quando no próximo domingo Anthony Brutto receber o canudo, conjuntamente com mais 4500 finalistas da Universidade West Virginia, não será apenas o graduado mais idoso de sempre na instituição como aquele que demorou mais tempo a terminar a licenciatura.

O curso é de apenas quatro anos, mas com todas as longas interrupções impostas pelos caminhos da vida Brutto acabou por levar mais de 75 anos a terminá-lo, algo que fez agora aos 94 anos.

“Sempre foi importante para mim graduar-me”, explica, brincando depois quando diz que tenciona agora fazer uma pausa, antes de seguir para o mestrado.

Anthony Brutto entrou para a universidade em 1939, quando o custo das propinas era de 50 dólares (45 euros). Estudou engenharia, educação física e artes industriais e estava próximo de obter a licenciatura quando foi chamado para combater na II Guerra Mundial.

Regressaria em 1946, mas durante pouco tempo, pois  teve de voltar a abandonar os estudos, dessa vez para dar assistência à mulher doente.

Foi mecânico e reformou-se nos anos 1980
Pouco depois começou a trabalhar como mecânico em diversas fábricas. Nos anos 1980 reformou-se, passando a dedicar-se à escultura como hóbi. Recentemente soube, através da filha, que trabalha na universidade como programadora de web, que os estudantes idosos podiam receber créditos pela experiência de vida.

“Pensei que seria ótimo para ele, nesta altura da sua vida, conseguir finalmente receber o título”, afirma a filha, Donna Brutto., em declarações à televisão ABC.

“Ele não deixou nada da sua vida ou que os desafios que teve de enfrentar o levassem a desistir de atingir o seu objetivo final”, diz por seu turno April Kaull, assistente do diretor da Universidade de West Virginia.