Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Madrugador, incerto, empatado. Um dia com mais de 24 horas

  • 333

ANDY RAIN / EPA

Mais de 45 milhões de eleitores podem votar esta quinta-feira nas eleições do Reino Unido. As sondagens apontam para um empate técnico.

O início da manhã britânica trouxe democracia: pelas 07h00, as urnas abriram. Mais de 45 milhões de eleitores podem votar esta quinta-feira nas eleições legislativas para escolher uma nova Câmara dos Comuns e decidir o futuro do país. Mas esse ainda é uma incógnita.

As últimas sondagens apontam para um empate técnico entre os dois principais partidos, os Conservadores de David Cameron e os Trabalhistas de Ed Miliband, com 273 lugares no parlamento (33% dos votos) - ficando os dois bastante longe do número de lugares necessários para obter a maioria absoluta: 326. Resta-lhes, assim, a possibilidade de se coligarem com diferentes partidos mas, mesmo neste caso, o cenário não é animador.

A estes dois, segue-sesegundo uma sondagem do "Guardian", o Partido da Independência do Reino Unido (UKIP), de Nigel FaragePrevê-se que o partido eurocético (que exige a realização de um referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia já em 2015) arrecade 11% das intenções de voto. Já os independentistas do Partido Nacional Escocês (SNP) podem conseguir 50 ou mais lugares no Parlamento. 

Os liberais-democratas, atuais parceiros de coligação dos "Tories", contam apenas com 10% das intenções de voto, de acordo com as últimas sondagens. No entanto, o partido de Nick Clegg é aquele que poderá agradar mais facilmente a "a gregos e troianos", equacionando-se uma coligação com os conservadores (mais óbvia) ou com os trabalhistas (menos provável, mas possível). Ainda assim, quer vença o partido de Cameron ou o de Miliband, será pouco provável que, mesmo juntando-se a Nick Clegg, consiga alcançar uma maioria absoluta.

Esta quinta-feira será longa e cheia de incertezas - é daquelas dias com mais de 24 horas. Aurnas encerram pelas 22h00 e ainda muito pode acontecer.