Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Germanwings. Pilotos em luto pedem para não voar

  • 333

Germanwings, o dia seguinte. Ligação desta tarde entre Düsseldorf e Barcelona não foi cancelada

Paul Zinken/EPA

Algumas tripulações da companhia alemã, em luto, alegaram falta de condições emocionais para voar.

Carlos Abreu

"Somos uma família pequena e toda a gente se conhece." Foi assim que o patrão da companhia aérea de baixo custo alemã, Germanwings, explicou esta quarta-feira o cancelamento de alguns voos.

Segundo Thomas Winkelmann, algumas tripulações "não quiseram voar nem hoje, nem ontem, por não estarem emocionalmente bem". "A administração compreende as suas razões, porque somos uma família pequena e toda a gente se conhece dentro da Germanwings. É um grande choque para os trabalhadores", acrescentou.

Entre os voos cancelados está a ligação de ida e volta, agendada para esta quarta-feira de manhã, entre Düesseldorf e Barcelona, bem como o voo de terça-feira entre Düesseldorf e Estugarda.

Numa breve nota publicada esta quarta-feira, pelas 9h15 (mais uma hora em Lisboa), a Germanwings informa no seu site que "hoje vai operar 11 aviões, sobretudo de outras companhias como a Lufthansa, Air Berlin e TuiFly, realizando aproximadamente 40 voos".

De acordo com o site do Aeroporto de Düsseldorf, pelas 16h35 desta quarta-feira (menos uma hora em Lisboa) descolou rumo a Barcelona um Airbus A320-200 da Germanwings, com aterragem em Barcelona prevista para as 18h45. A viagem de regresso foi marcada para as 19h30.

Um Airbus A320 da Germanwings caiu terça-feira de manhã nos Alpes franceses quando fazia a ligação Barcelona-Düsseldorf. Morreram todas a pessoas que seguiam a bordo - 150.