Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

2014 pode ser o ano mais quente de que há registo

Segundo os dados divulgados esta quarta-feira pela Organização Meteorológica Mundial (OMM), 2014 alcançou recordes de temperaturas entre janeiro e outubro e poderá ser considerado o ano mais quente desde que há registo.

A OMM, agência meteorológica da ONU, revelou esta quarta-feira na Conferência Climática das Nações Unidas, em Lima, que o presente ano pode ser o mais de quente de sempre se as temperaturas permanecerem acima da média nos dados de novembro e dezembro.  

De acordo com as medições preliminares divulgadas pela OMM, de janeiro a outubro de 2014 a temperatura média da superfície da Terra e dos oceanos foi de 14,57ºC, o que significa 0,57ºC acima da média entre 1961 e 1990. Até à data, o recorde é de 0,55ºC, registado entre 2005 e 2010.

Se as temperaturas em novembro e dezembro seguirem a mesma tendência, 2014 poderá ser o ano mais quente desde 1850, ano em que se começaram a realizar registos. Os dados provisórios relativos a este ano evidenciam o facto de que 14 dos 15 anos mais quentes registados ocorreram no século XXI, como refere Michel Jarraud, secretário-geral da OMM, num comunicado à imprensa.

Jarraud acrescenta ainda, segundo o "The Guardian", que "não há pausas no aquecimento global" e que a situação apenas "confirma a subjacente tendência de longo prazo de aquecimento".