Anterior
Federação nega prejuízo no Mundial
Seguinte
Mundial 2010: Seis meses depois da euforia, estádios estão vazios
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Desporto  >  Mundial - 2010  >  Inquérito a Carlos Queiroz foi instaurado em maio

Inquérito a Carlos Queiroz foi instaurado em maio

IDP garante que o inquérito à forma insultuosa como Carlos Queiroz recebeu os médicos da Autoridade Antidopagem foi instaurado logo após o controlo de 16 de Maio, na Covilhã. Cabe agora à "justiça da FPF atuar disciplinarmente e tomar decisões".
|
Mesmo depois de concluído o Mundail, o IDP manteve no mais absoluto sigilo o processo aberto a Carlos Queiroz, só conhecido depois de ter sido enviado para a Federação Portuguesa de Futebol
Mesmo depois de concluído o Mundail, o IDP manteve no mais absoluto sigilo o processo aberto a Carlos Queiroz, só conhecido depois de ter sido enviado para a Federação Portuguesa de Futebol /  Ivan Sekretarev/AP
Operação de controlo andidopagem envolveu, no dia 16 de Maio, os jogadores Daniel Fernandes, Eduardo, Fábio Coentrão, Miguel Veloso, Nani (na foto, com Queiroz, ainda na Covilhã) e Liedson
Operação de controlo andidopagem envolveu, no dia 16 de Maio, os jogadores Daniel Fernandes, Eduardo, Fábio Coentrão, Miguel Veloso, Nani (na foto, com Queiroz, ainda na Covilhã) e Liedson  / Rafael Marchante/Reuters

O IDP, Instituto de Desporto de Portugal, revelou ao EXPRESSO que o inquérito instaurado a Carlos Queiroz só foi tornado do conhecimento público após a sua conclusão e consequente envio para a Federação Portuguesa de Futebol, na passada semana.

Segundo refere fonte oficial do IDP, o processo iniciou-se com "a receção do relatório da ação de controlo de dopagem" subscrito pelos médicos da Autoridade Andipopagem de Portugal (ADOP).

"Tal relatório informava da ocorrência de um incidente com o selecionador nacional, Carlos Queiroz", refere o IDP, acrescentando que a ADOP solicitou esclarecimentos complementares "remetidos para o IDP, que instaurou o competente inquérito, logo depois de confirmado o incidente com o selecionador nacional".

Inquérito em sigilo até à conclusão


Mesmo depois de Portugal ter sido afastado da África do Sul nos oitavos de final e concluído o Mundail, o IDP manteve no mais absoluto sigilo o processo aberto a Carlos Queiroz, só conhecido na passada semana quando, já finalizado, foi enviado para a Federação Portuguesa de Futebol.

De acordo com o IDP, nem este organismo nem a ADOP têm competência para instaurar agora qualquer processo disciplinar a qualquer agente desportivo. "Compete aos órgãos de justiça próprios das federações a instauração deste tipo de procedimentos e as consequentes decisões".

IDP diz que cabe à FPF tomar decisões


Questionado sobre se o comportamento de Carlos Queiroz e a atitude insultuosa para com Luís Horta, director da ADOP, terá ficado a dever-se a um possível controlo positivo a Nani, jogador que se manifestou o seu desagrado por regressar a Portugal logo depois de ter viajado para África do Sul, o IDP é perentório: "Estas questões são do domínio da mais completa fantasia".

O IDP frisa que a operação de controlo andidopagem envolveu, no dia 16 de Maio, os jogadores Daniel Fernandes, Eduardo, Fábio Coentrão, Miguel Veloso, Nani e Liedson.  "Todos os resultados foram negativos como se deu conta pública através de um comunicado da ADOP de 11 de Junho de 2010", refere o IDP.

A decisão em relação ao futuro de Carlos Queiroz poderá ser ser tomada em reunião da Federação Portuguesa de Futebol ainda esta semana, mas só se o selecionador nacional optar por uma rescisão amigável. Caso contrário, o processo deverá arrastar-se, dado que terá de "correr os seus trâmites legais" no Conselho de Justiça da FPF, refere fonte federativa. 


Opinião


Multimédia

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Os assassínios, as execuções, as decapitações são as imagens mais chocantes de uma propaganda cada vez mais sofisticada. É a Jihad, que recruta guerrilheiros no ocidente para matar e morrer na Síria. O Expresso seguiu as pisadas de cinco jiadistas portugueses, mostrando quem são e como foram convertidos e radicalizados. E como lutam, como foram morrer - e como já haverá arrependidos com medo de fugir. Reportagem em Londres, no café onde viam jogos de futebol, na universidade onde estudavam e na mesquita onde rezavam. Autoridades e especialistas em terrorismo estão alerta sobre este pequeno mas perigoso grupo, onde corre sangue português - e de onde escorre sangue por Alá.

Hoje é dia de cozido serrano... light

O Talasnal é talvez a mais famosa das aldeias de Xisto da Lousã, cheia de carisma e de pormenores que fazem esquecer o tempo a passar. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta receita.

Vamos falar de sexo. Seis portugueses revelam tudo o que lhes dá prazer na cama

Neste primeiro episódio de uma série que vai durar sete semanas, seis entrevistados falam abertamente sobre aquilo que lhes dá mais satisfação na intimidade. Sexo em grupo, sexo na gravidez, prazer sem orgasmo e melhor sexo após a menopausa são alguns dos temas referidos nos testemunhos desta semana. O psiquiatra Francisco Allen Gomes explica ainda a razão de muitas mulheres fingirem o orgasmo. O Expresso e a SIC falaram com 33 portugueses que deram a cara e o testemunho de como são na cama. Ao longo das próximas sete semanas, contamos-lhe tudo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.


Comentários 27 Comentar
ordenar por:
mais votados
A gaveta
Afinal também há gavetas na Federação.Quem diria.
UMA VERGONHA
Palavras para quê? Como seria possível haver bom ambiente na Selecção Nacional, com um seleccionador destes? Inquérito instaurado em Maio e só agora conhecido? Porquê? Quem está por detrás deste encobrimento?
 
indecente
Podemos não gostar do homem, mas o que a FPF lhe está a tentar fazer é indecente. Devem comer muito queijo, esquecem-se que Carlos Queiroz foi o único treinador que conseguiu levar (por duas vezes) uma selecção nacional a um título mundial internacional (1989 e 1991).

Além disso, ser eliminado num mundial pelos actuais campeões do Mundo e da Europa, depois de ter garantido a qualificação em dois grupos extremamente competitivos, não me parece obra de qualquer Scolarizeco...
Re: indecente
EXECRAVEL!
Pois sr Carlos Queirós a palavra que aplicou a certa pessoa, aplica-se a si inteirinha e sem virgulas.
EXECRAVEL a sua atitude, tenha ao menos uma atitude digna saia antes que o expulsem.
O tuga é crédulo
O tuga tem uma memória muito curta.
Este "prof Queiroz" já é um prato requentadíssimo e servido de quando em vez como se fosse um..."gourmet".
Como já tive ensejo de aqui escrever, não é ao Queiroz a quem devem ser assacadas responsabilidades, mas sim a quem o foi buscar, ainda por cima em condições monetárias obscenas.
Queiroz, vá-se lá saber porquê, foi endeusado por uma certa imprensa desportiva nacional que vê nele um deus. Razões para este endeusamento ? Sinceramente não sei.
Em termos desportivos, o curriculum fala por ele. Demasiado pobre. Como homem, tudo o que é confusão, equívoco, cenas esquisitas, desmentidos, grosserias, trapalhadas e não sei que mais, tem no famoso professor um emérito especialista.
Agora aturem-no e paguem-lhe se quiserem ver-se livres dele.
Daqui a 5 aninhos, quando tudo estiver esquecido, lá apresentam outra vez o famoso professor (esta expressão só me faz lembrar os astrólogos da treta que distribuem cartõezinhos à saída do Metro) como solução milagreira. E o tuga volta a papar a cena.
Mas o que é verdade, é que este incompetente e basófias esteve sempre empregado. E em clubes e Federações que lhe pagam sempre a tempo e horas. Nunca andou pelo Leiria, Setúbal, Belenenses ou Académica. Sempre, mas sempre filet mignon.
Mais vale parecer do que ser. É assim o nosso Mundo.
Re: O tuga é crédulo
INVESTIGUEM O Moutinho!
Investiguem porque Rolando foi convocado (um tosco) e Daniel Carriço não? Porque Deco, Pepe foram convocados e João Moutinho não? Porque Beto foi convocado e Rui Patricio não?
Vão perceber quem é o patrão de Carlos Queirós e do Costinha!
Re: INVESTIGUEM O Moutinho!
Re: INVESTIGUEM O Moutinho!
Re: INVESTIGUEM O Moutinho!
Re: INVESTIGUEM O Moutinho!
Re: INVESTIGUEM O Moutinho!
Re: INVESTIGUEM O Moutinho!
Re: INVESTIGUEM O Moutinho!
Re: INVESTIGUEM O Moutinho!
Que conjunto de idiotices
Re: INVESTIGUEM O Moutinho!
Re: INVESTIGUEM O Moutinho!
Re: INVESTIGUEM O Moutinho!
MERCENÁRIOS...!!!
É com gente desta natureza que o futebol vai dando, a cada dia que passa, um passo em direcção do cemitério.
Carlos Queiroz alienou a vergonha e a dignidade aos milhões que no futebol foi arrecadando.
Estará sozinho?
rua e jà
Jà vai muito tempo que este sr. devia ter ido a sua vidinha, uma pessoa presuncousa, irritante, com o ego desmesurado e além de tudo incompetente. A maior desgraca que nos podia ter acontecido foi contractar este sr. para selecionador Nacional é a vergonha da NACAO, agora esta na altura de ser realista e manda-lo embora por justa causa com todos estes factos que nao tem desulpa possivel. ADEUS E ATE JAMAIS.
JROMAO
CONTRA FACTOS NAO HA ARGUMENTOS
RUA E ATE JAMAIS, INCOMPENTE , ARROGANTE, ORGULHOSO, ETC...
JROMAO
A árvore e a floresta
Queirós p'r'aqui, Queirós p'r'ali, Queirós p'r'acolá... Talvez, não sei. Mas o que dá mesmo a impressão, embora também não se saiba, é que tamanha e tão violenta resistência ao controlo anti-"doping" é sinal da existência e prática do "doping" no seio da selecção nacional de futebol. Em última análise, em termos de comunicação social, o caso Queirós é perfeitamente irrelevante. Exagero, claro: não é completamente irrelevante, mas é quase. O que é preciso ver, saber e certamente, se for caso disso, combater, é a prática do "doping" na selecção e nos clubes, no futebol e no ciclismo (olá, Volta! Estás de volta? E que tal?). A não ser que se decrete que o desporto hoje em dia seria uma sensaboria se os seus praticantes não se encharcassem em químicos até ao pescoço, ou até à última gota de sangue, para contentamento da nossa sede de ganhar custe o que custar, a qualquer preço... Bom, mas então decrete-se. Tenha-se a coragem de mudar publicamente as regras em vigor, em vez de as infringir, ou melhor, de permitir que sejam infringidas, às escondidas.
Espere factos
desequilibrado, como é óbvio
Prosseguindo
Comentários 27 Comentar

Últimas

Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub