Siga-nos

Perfil

Expresso

Pensar o País com Música de Fundo

1 ideia para compor o país: apaixonarmo-nos por Portugal

  • 333

D.R.

A diretora geral da Mary Kay Portugal, Sandra Silva, é a figura da  Gestão, da Política e da Música que hoje responde à questão: que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão da gestora, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

"A primeira vez que ouvi na rádio o tema pop “I don’t like it, I Love it” (Flo Rida), pensei em Portugal. Porquê?

Porque é isto que precisamos para avançar. Para crescer. Para fazer mais e melhor em todas as áreas.

Não nos basta gostar. Temos que apaixonar-nos por Portugal.

Apaixonar-nos pelo que Portugal é.

E definitivamente apaixonar-nos pelo que Portugal pode ser. Pela visão comum que é urgente ter para o país. Uma visão suficientemente grande e inspiradora que motive todos os portugueses a dar o seu melhor.

Estar apaixonados pelo nosso país, pelas nossas forças – a geografia, a história, a cultura e sem dúvida as pessoas! A garra que temos. A vontade de aprender. De nos relacionarmos. De nos adaptarmos. O nosso espirito aventureiro que nos levou a conquistar terras desconhecidas há mais de 500 anos, e que, hoje nos leva a querer desbravar outro tipo de territórios. Por exemplo o da tecnologia. E com sucesso!

Assim projetamos o país da forma correta e que atrai ainda mais sucesso. E claro dá-nos a força anímica necessária para avançar.

Em segundo lugar é preciso apaixonarmo-nos pelo que o país pode ser. Pela visão comum.

E para isso, da mesma forma que aos líderes das organizações nos é exigida uma visão suficientemente grande, ambiciosa… que motive as equipas e todos os colaboradores, porque só assim as empresas alcançam o sucesso, precisamos que a classe política portuguesa tenha essa visão de futuro para o país.

A visão de como será a educação daqui a 10 anos em Portugal. Com que objetivos? E a saúde? E a justiça? E como queremos ser conhecidos e reconhecidos fora de portas?

Quando temos essa visão e ela é entendida e aceite comumente acho que nos tornamos “como uma força, como uma força que ninguém pode parar”… aquela famosa canção de Nelly Furtado do Euro 2004. Definitivamente mais perto do céu. Lembro-me bem dessa altura. Das bandeiras nas janelas. No orgulho nacional que sentimos. E quase fomos campeões. Não percebendo nada ou pouco de futebol, acredito que o conseguimos porque a visão foi grande e todos os portugueses acreditaram nela… e por isso apoiaram e acreditaram de tal forma que que os jogadores deram o seu melhor até ao fim.

Temos que voltar a isso. Todos somos jogadores de uma equipa. Portugal!

E para terminar gostava de o fazer recorrendo ao título de uma canção norte-americana não muito conhecida mas cujo refrão adoro e agora vem a propósito. “It is not where you start but where you finish”. Isto é, não importa onde estás agora. Importa sim onde vais acabar. E acho que isto se aplica a Portugal. Não importa onde estamos agora. Importa sim onde queremos chegar.

Eu tenho plena confiança nas nossas forças, nas nossas gentes e sei que com a visão correta e cada um descobrindo a nossa paixão e de que forma ela vai ajudar Portugal vamos compor Portugal!!

Força Portugal!!"

  • 1 ideia para compor o país: Allegro e a Alegria de fazer avançar Portugal

    Mário Ferreira, CEO da Douro Azul, é o primeiro de trinta personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Uma rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: deixemo-nos embalar pela possibilidade de alternativas

    Gabriela Canavilhas é a terceira das 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão deputada e pianista, numa rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: nem o silêncio se ouve

    Luís Represas é o quarto entre as 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do músico, numa rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: precisamos de “animar a malta”

    António Chainho é a quinta de 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do virtuoso da guitarra portuguesa, numa rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: não aceitar para Portugal nada menos do que merecemos

    Alexandre Soares dos Santos é a mais recente das 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do gestor, numa rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: a magia da música e das plataformas digitais

    DJ Ride é a sétima das 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: o canto das sereias loucas

    Fernando Ribeiro é a mais recente das personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do vocalista dos Moonspell, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: já chegámos ao refrão?

    Noiserv, vulgo David Santos, é a nona das 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do músico, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: combater o medo resgatando a identidade

    Miguel Velez é a décima personalidade da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do administrador das Pousadas de Portugal, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: construir mudanças mudando de opções

    O líder parlamentar do PCP, João Oliveira, é o 11º de 30 personalidade da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do político, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: estratégia de longo prazo

    Bernardo Meyrelles é a 12ª personalidade da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do presidente do Deutsche Bank em Portugal e da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: que os melhores deem o seu melhor por Portugal

    O presidente da WeDo Technologies, Rui Paiva, é o 13.º de 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do gestor, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: é realmente maçador mas é totalmente previsível

    António Pinto Leite é a 14ª personalidade da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do advogado e coordenador do departamento de contencioso e arbitragem na Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: a volatilidade do ritmo de vida

    Valete é a 15ª figura da  Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para respondere à questão: que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do rapper, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.