Siga-nos

Perfil

Expresso

Pensar o País com Música de Fundo

1 ideia para compor o país: lutar de igual para igual com as empresas mais inovadoras do mundo

  • 333

José Ventura

Carlos Silva é a 17ª personalidade da  Gestão, da Política e da Música que hoje responde à questão: que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do fundador da Seedrs, em Londres, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

"Os anos 70 e 80 trouxeram ao Reino Unido um período de depressão económica e social. No entanto, trouxeram também algumas das melhores bandas de rock/metal de sempre. Bandas como os Led Zeppelin, Rolling Stones, Deep Purple, Queen, Sex Pistols, Pink Floyd, Iron Maiden, Black Sabbath, Dire Straits ou The Police são alguns exemplos - mas como estas há muitas mais. Nascidas de uma revolta latente, aliada a um sentimento de alienação e de ter pouco ou nada a perder, as letras e melodias refletem um inconformismo que hoje se sente no predomínio que o Reino Unido tem a nível europeu no contexto da inovação e empreendedorismo.

Este predomínio tem os seus alicerces na não aceitação de soluções apresentadas para problemas existentes, no elevado nível de iniciativa privada e no apoio estatal que, ao invés de tentar desbravar caminho, se foca acima de tudo em apoiar aqueles que o fazem e aqueles que os financiam.

Estes apoios sentem-se a vários níveis. Por um lado, ao nível dos processos burocráticos (neste caso, pouco burocráticos) relacionados com criar e gerir uma empresa - ponto em que se deve reconhecer que Portugal evoluiu muito significativamente e em relação ao qual não temos razões para nos sentirmos envergonhados, embora não estejamos ainda no nível de "descomplicação" do Reino Unido.

Por outro lado, ao nível do regime fiscal que incide sobre startups e empreendedores, com a efectiva ausência de pagamento de IRC durantes os primeiros anos de vida de uma startup (por oposição a Portugal, onde o pagamento por conta provoca rombos de tesouraria quando as empresas são ainda mais frágeis) ou tributação de apenas 10% sobre mais valias quando um empreendedor vende a sua startup.

Finalmente, com um regime de incentivos fiscais a quem investe em startups, que abrange não apenas investidores institucionais ou business angels profissionais, mas também o público em geral (Seed Enterprise Investment Scheme). É assim que qualquer cidadão também participano sucesso de jovens empresas inovadoras,   efectivamente reduzindo o risco de investimento em cerca de 75% com recurso a créditos fiscais.

Seria importante potenciarmos ao máximo a enorme capacidade técnica e de inovação que existe em Portugal (e onde não ficamos atrás de ninguém) para darmos continuidade ao caminho que tem sido feito e que levou a que hoje tenhamos um número de startups Portuguesas (algumas quase desconhecidas) a lutar de igual para igual com as empresas mais inovadoras do mundo (e sem qualquer tipo de complexo por terem nascido neste país à beira-mar plantado).

Afinal de contas, não nos falta certamente uma boa dose de música inconformada para nos inspirar, ou não tivessem os Xutos & Pontapés, os Moonspell, os Censurados, os Ramp e tantos outros ajudado a agitar várias gerações."

  • 1 ideia para compor o país: Allegro e a Alegria de fazer avançar Portugal

    Mário Ferreira, CEO da Douro Azul, é o primeiro de trinta personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Uma rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: deixemo-nos embalar pela possibilidade de alternativas

    Gabriela Canavilhas é a terceira das 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão deputada e pianista, numa rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: nem o silêncio se ouve

    Luís Represas é o quarto entre as 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do músico, numa rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: precisamos de “animar a malta”

    António Chainho é a quinta de 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do virtuoso da guitarra portuguesa, numa rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: não aceitar para Portugal nada menos do que merecemos

    Alexandre Soares dos Santos é a mais recente das 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do gestor, numa rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: a magia da música e das plataformas digitais

    DJ Ride é a sétima das 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: o canto das sereias loucas

    Fernando Ribeiro é a mais recente das personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do vocalista dos Moonspell, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: já chegámos ao refrão?

    Noiserv, vulgo David Santos, é a nona das 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do músico, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: combater o medo resgatando a identidade

    Miguel Velez é a décima personalidade da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do administrador das Pousadas de Portugal, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: construir mudanças mudando de opções

    O líder parlamentar do PCP, João Oliveira, é o 11º de 30 personalidade da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do político, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: estratégia de longo prazo

    Bernardo Meyrelles é a 12ª personalidade da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do presidente do Deutsche Bank em Portugal e da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: que os melhores deem o seu melhor por Portugal

    O presidente da WeDo Technologies, Rui Paiva, é o 13.º de 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do gestor, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: é realmente maçador mas é totalmente previsível

    António Pinto Leite é a 14ª personalidade da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do advogado e coordenador do departamento de contencioso e arbitragem na Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: a volatilidade do ritmo de vida

    Valete é a 15ª figura da  Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para respondere à questão: que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do rapper, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.