Siga-nos

Perfil

Expresso

Pensar o País com Música de Fundo

1 ideia para compor o país: reforçar o cimento da coesão e da inclusão social

  • 333

Antonio Pedro Ferreira

O antigo presidente da República, Jorge Sampaio, é a figura da  Gestão, da Política e da Música que hoje responde à questão: que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do político, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

O pano de fundo poderia ser a actuação da nossa Orquestra Geração, da Orquestra West-Eastern Divan, fundada por Daniel Barenboim, que reúne jovens israelitas e palestinianos ou, ainda, da vibrante Orquestra juvenil Símon Bolivar dirigida por Gustavo Duhamel, criada com base em um modelo didáctico, chamado El Sistema, que mais não é do que um vasto plano de educação cívica pela música.

Andante, moderato, allegro seriam os andamentos predominantes pois o país precisa de ânimo, de mais força anímica colectiva, mais assertividade, auto-estima e ambição. Precisa também de reforçar o cimento da coesão e da inclusão social sob pena de se cavarem clivagens e linhas de fractura na nossa sociedade que comprometerão o futuro de Portugal de forma persistente e duradoura.

Neste sentido, precisamos de um núcleo duro de políticas públicas fortes que mobilize todos os portugueses e portuguesas para construírem um país e um futuro mais prósperos, para o aprofundamento da justiça e o alargamento da cidadania. Em momentos de crise e de grandes dificuldades nacionais, cabe ao Estado assegurar que o interesse público é salvaguardado e que uma visão estratégica forte é desenhada e firmemente prosseguida, não só em matéria de reposicionamento da economia nacional, mas também em matéria de construção de uma rede sustentada de protecção social para os cidadãos mais vulneráveis. 

É para mim inquestionável que o Estado deve intervir em domínios tais como o do incentivo e apoio à inovação tecnológica, à formação continuada de recursos humanos e, em geral, no que respeita a todas as importante funções de regulação e sustentação estratégica da economia. Com graves défices acumulados nesta área, importa sim desenvolver políticas públicas de longo prazo, no contexto de uma cultura de continuidade e amadurecimento, sem a qual nunca o país verá verdadeiramente os resultados dos esforços sucessivamente feitos. Isto é de sublinhar quando, muitas vezes e infelizmente, o que tem continuidade são apenas as más práticas.

Em suma, precisamos de uma Sinfonia, como a nona de Beethoven até porque não podemos dispensar uma parceria europeia forte, ou a quinta de Mahler, a Pátria de Vianna da Motta ou qualquer outra obra musical, seja de que tipo for. O que não precisamos é de ruído. E sim, precisamos de uma visão e de um mote para Portugal que aglutine o nosso orgulho de sermos portugueses e o transforme numa ambição forte de futuro.

  • 1 ideia para compor o país: Allegro e a Alegria de fazer avançar Portugal

    Mário Ferreira, CEO da Douro Azul, é o primeiro de trinta personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Uma rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: deixemo-nos embalar pela possibilidade de alternativas

    Gabriela Canavilhas é a terceira das 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão deputada e pianista, numa rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: nem o silêncio se ouve

    Luís Represas é o quarto entre as 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do músico, numa rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: precisamos de “animar a malta”

    António Chainho é a quinta de 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do virtuoso da guitarra portuguesa, numa rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: não aceitar para Portugal nada menos do que merecemos

    Alexandre Soares dos Santos é a mais recente das 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do gestor, numa rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: a magia da música e das plataformas digitais

    DJ Ride é a sétima das 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: o canto das sereias loucas

    Fernando Ribeiro é a mais recente das personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do vocalista dos Moonspell, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: já chegámos ao refrão?

    Noiserv, vulgo David Santos, é a nona das 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do músico, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: combater o medo resgatando a identidade

    Miguel Velez é a décima personalidade da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do administrador das Pousadas de Portugal, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: construir mudanças mudando de opções

    O líder parlamentar do PCP, João Oliveira, é o 11º de 30 personalidade da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do político, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: estratégia de longo prazo

    Bernardo Meyrelles é a 12ª personalidade da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do presidente do Deutsche Bank em Portugal e da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: que os melhores deem o seu melhor por Portugal

    O presidente da WeDo Technologies, Rui Paiva, é o 13.º de 30 personalidades da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: Que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do gestor, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: é realmente maçador mas é totalmente previsível

    António Pinto Leite é a 14ª personalidade da Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para responderem à questão: que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do advogado e coordenador do departamento de contencioso e arbitragem na Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.

  • 1 ideia para compor o país: a volatilidade do ritmo de vida

    Valete é a 15ª figura da  Gestão, da Política e da Música que o Expresso convidou para respondere à questão: que ideia tem para compor o país? Conheça a reflexão do rapper, nesta rubrica do projeto Pensar o País com Música de Fundo, do Expresso e do Deutsche Bank, que pode acompanhar no nosso site.