Siga-nos

Perfil

Expresso

Nova Agricultura

Portugueses descobrem doença de plantas na Europa

  • 333

As Canna Indica são das preferidas pelos horticultores devido ao fácil cultivo

Matthew Lloyd/Getty Images

Investigadores descobrem - pela primeira vez em território europeu - fungo que causa doenças em plantas ornamentais e lançam alerta para a disseminação. É o primeiro de 30 artigos que publicamos como parte da edição 2016 do Prémio de Produção Nacional, um projeto de promoção da agricultura em Portugal, apoiado por Expresso e Intermarché

Rubina Freitas

É uma investigação que fala português mas com importância para toda a Europa. Uma equipa que envolve investigadores, docentes e também estagiários do Centro de Investigação em Agronomia, Alimentos, Ambiente e Paisagem (LEAF), do Instituto Superior de Agronomia (ISA) e da Direção Regional de Florestas e Conservação da Natureza da Madeira, revela, pela primeira vez, a presença do fungo Puccinia thaliae na Europa e faz soar campainhas.

O estudo foi publicado no fascículo de junho de 2016 da revista "Plant Disease", uma das mais importantes da especialidade. Esta investigação alerta para o perigo da disseminação desta doença na Europa, continente onde, até agora, não havia sido assinalada, mas também no norte de África. Apesar de o fungo não ter sido detetado em Portugal continental, os investigadores recomendam atenção.

Este fungo foi identificado em 2015 na ilha de São Miguel e na ilha da Madeira causando ferrugem em plantas de Canna Indica, avançou o ISA, em comunicado. "Nos Açores, a incidência da doença foi elevada, com a maioria das plantas que exibem sintomas da doença, e a severidade foi maior parte alta, com a superfície de muitas folhas em cada planta coberta com massas de esporos", lê-se no estudo. "Na Madeira, a incidência foi baixa, com apenas algumas plantas que apresentam sintomas, mas a gravidade foi moderada, com algumas folhas por planta exibindo cobertura parcial ou quase total em pústulas", precisa.

A Canna Indica, bem como outras espécies e híbridos do mesmo género, são plantas ornamentais provenientes de regiões tropicais e subtropicais da América, com várias espécies naturalizadas em outras partes do mundo, incluindo as regiões de clima temperado. São bastante populares por tudo o mundo e normalmente não apresentam importantes problemas fitossanitários, o que faz com que sejam uma das preferidas pelos horticultores devido ao fácil cultivo.

A partir de hoje, e até 26 de julho de 2016, acompanhe de segunda a sexta um caso nacional de inovação agrícola, com o apoio do Prémio Produção Nacional, um projeto do Expresso e do Intermarché