Siga-nos

Perfil

Expresso

Mês do Ambiente 2015

Ideias Verdes: afinal que marca é essa que andamos a deixar no planeta?

  • 333

HÁBITOS: a pegada ecológica consiste numa fórmula matemática que converte todo o consumo em hectares destruídos pelas nossas atividades diárias

Jerry Lampen/AFP/Getty Images

Na última Ideia Verde que lançamos no Mês do Ambiente 2015, perceba se está a fazer o suficiente para diminuir a sua pegada ecológica diária

Ao longo do mês de novembro fomos dando Ideias Verdes, sugestões que permitem tornar o nosso planeta mais sustentável. Em quase todas elas falava-se de pegada ecológica — indicador de sustentabilidade criado por William Rees, em 1992 —, fosse para salientar o mal que se faz à Terra, ou em forma de soluções para diminuir a marca que lhe cravamos.

Mas como se chega a esta conclusão, a estes valores? Estamos a fazer o suficiente para eliminar a nossa pegada ecológica? Como sabemos qual é? “Para se chegar a essas conclusões é preciso resolver uma fórmula matemática que converte todo o consumo em hectares destruídos pelos nossos hábitos diários”, explicou o engenheiro do ambiente, David Pereira.

Mas se quiser aprender a medir a sua não precisa de ter um engenheiro do ambiente nem uma calculadora perto de si, basta um smartphone ou acesso à internet. (Nós já experimentamos e não ficamos satisfeitos com os resultados).

Para começar é tão simples como escrever na loja de aplicações do seu telemóvel, ou no motor de busca de eleição, “pegada ecológica” e imediatamente surgem vários softwares que o ajudam a chegar às conclusões desejadas.

Por cá escolhemos uma criada pelo Águeda Living Lab, que tem um nome sugestivo: Pegada Ecológica... Depois de responder a uma série de perguntas sobre o tipo de vida que levamos, desde do alojamento ao tipo de resíduos que fazemos, passando pelos hábitos alimentares e outros de consumo, os resultados chegam em segundos.

No ecrã do telemóvel apareciam quatro planetas terra antecedidos da mensagem: “A tua pegada ecológica encontra-se entre 6 e 8ha. Se todos os habitantes da terra tivessem hábitos como os teus seriam necessários entre 3,33 e 4,44 planetas para sobreviver.” Resta-nos a promessa que vamos reler aquilo que aqui foi publicado ao longo do mês e aproveitar todas as ideias, de maneira a que da próxima vez não sejamos confrontados com tantos planetas e com a mensagem aterradora. Segue o nosso exemplo?